Cidadeverde.com
Entretenimento

Olivia Newton-John deve receber honras de Estado na Austrália

Imprimir

Foto reprodução filme 


Morta aos 73 anos, a cantora e atriz Olivia Newton-John tornou-se um símbolo da luta conta o câncer, ao viver essa batalha por longos anos desde que foi diagnosticada com câncer mama em 1992. O impacto da doença a fez partir para a luta e deu início a uma jornada para conseguir apoio para as pesquisas científicas sobre o assunto.

Atriz tem seu nome ligado a um centro dedicado à pesquisa de plantas medicinais para a cura do câncer, além de dedicado ao bem-estar dos doentes e familiares, que fica em Heidelberg, Melbourne, na Austrália. É o Olivia Newton-John Foundation Fund

Tal foi sua importância nessa área, mundo afora, que chegou a receber da rainha Elizabeth o título de Dama, em 2020. Agora, após sua morte, Daniel Andrews, premiê de Victoria, na Austrália, revelou que pretende homenageá-la e, para isso, vai procurar a família para sugerir que seja feito um funeral de estado, levando em consideração os serviços prestados à sociedade pela atriz.

Trajetória

Olivia Newton-John iniciou sua trajetória artística na década de 1970, momento em que conquistou o quarto lugar no festival Eurovision. Mas, embora tenha desenvolvido sua carreira no show business como cantora, com sucessos como If Not for You, Let Me Be There e Have You Never Been Mellow, Olivia teve seu nome imortalizado em Hollywood estrelando ao lado de John Travolta no musical Grease - Nos Tempos da Brilhantina, em 1978.


Fonte: Estadão Conteúdo 

Imprimir