Cidadeverde.com
Esporte

Grêmio abre contagem regressiva para voltar à elite após primeira goleada

Imprimir

A vitória por 5 a 1 diante do Operário, na noite desta terça-feira (9), foi a primeira goleada do Grêmio na Série B do Brasileiro. O placar elástico tem outro reflexo, o de iniciar uma contagem regressiva do clube para voltar à elite.

Nos bastidores, a conta gremista é de que faltam 21 pontos para confirmar matematicamente o acesso.

O Grêmio volta a campo neste sábado (13), contra o CRB, às 20h30 (de Brasília), no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

O time gaúcho tem 43 pontos, com 11 vitórias e 62% de aproveitamento. O cálculo da diretoria é que o retorno à primeira divisão é matematicamente assegurado com 64 pontos. A contagem mais simples aponta para necessidade de sete vitórias em 15 rodadas restantes.

De acordo com o site Chance de Gol, especialista em probabilidades no futebol, o Grêmio entrou na 23ª rodada da Série B com 97,7% de chance de voltar à elite. Com a goleada, o percentual subiu ainda mais. Assim como a confiança.

"Eu trabalho 100% do tempo para não permitir que o externo entre no vestiário. Eu também estou sonhando com a rodada que vamos garantir o acesso, mas se a gente descuidar do aqui e agora, corremos o risco. Do lado de fora, fiquem à vontade. As projeções fazem parte do processo. Mas com muito cuidado. 

Dentro do nosso cronograma, da nossa fragmentação e objetivos, estamos muito bem para esse momento. Se a gente seguir assim, não tenho dúvida de que a gente vai estar muito próximo antes de acabar o campeonato. 

Mas temos que ter humildade, botar os pés no chão. É um caminho duro e temos que ter humildade", discursou Roger Machado, treinador do Grêmio.

A distância do time gaúcho em relação ao Londrina, quinto colocado e primeiro fora da zona de acesso, é de dez pontos. Além disso, a equipe de Roger segue com a melhor defesa e um dos melhores ataques do campeonato.

"Estamos no caminho certo. A equipe está jogando muito bem", disse Elkeson, autor de dois gols contra o Operário.

Invicto há 17 partidas na Série B, o Grêmio saiu da turbulência e chegou ao momento atual de otimismo e confiança. Uma jornada de três meses.

Depois de enfrentar o CRB neste sábado, o Grêmio recebe o Cruzeiro e engata sequência diante de Ituano, Criciúma, Vila Nova, Vasco, Novorizontino, Sport e Sampaio Corrêa -em partidas que vão até o final de setembro.

"O importante é subir. Seja em primeiro, segundo, terceiro ou quarto. Vamos combinar, o Grêmio tem que realizar o objetivo e ponto", disse Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, em entrevista à Rádio Grenal.

Em outubro, o calendário do time gaúcho envolve partidas com Londrina, Bahia, Náutico, CSA e Tombense. Na última rodada, nos primeiros dias de novembro, o Grêmio encerra a Série B diante do Brusque, em Porto Alegre.

Para a partida deste sábado, Roger não poderá contar com Edilson, Thiago Santos, Kannemann e Ferreira, que seguem no departamento médico. Nicolas recebeu o terceiro cartão amarelo, e cumpre suspensão.

Assim, uma possível escalação do Grêmio tem: Brenno; Rodrigo Ferreira, Geromel, Bruno Alves e Diogo Barbosa; Villasanti, Lucas Leiva e Campaz; Biel, Guilherme e Diego Souza.

O CRB, por sua vez, ainda não deve contar com Gilvan, em recuperação de lesão muscular. O atacante Anselmo Ramon foi expulso na última partida, e cumpre suspensão. O zagueiro Gum e Guilherme Romão estão em transição, e são dúvida para a partida.

Portanto, uma possível escalação do técnico Daniel Paulista tem: Diogo Silva; Reginaldo, Iago Mendonça (Gum), Wellington Carvalho e Guilherme Lopes; Claudinei, Yago e Rafael Longuine; Emerson Negueba, Paulinho Moccelin e Gabriel Conceição.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir