Cidadeverde.com
Vida Saudável

Musculação é prática importante para a saúde dos idosos

Imprimir

 

Foto: Freepik



Todos nós sabemos que a prática regular de exercícios físicos traz grandes benefícios à saúde. Para os idosos, as vantagens são ainda mais perceptíveis. Dados apontam que a prática contínua de atividades pode aumentar a expectativa de vida em até seis anos.

Contudo, o número de pessoas com mais de 60 anos que frequentam uma academia é muito pequeno comparado ao de jovens e adultos.

De acordo com Tatiane Calve, profissional de educação física e que coordenou uma pesquisa em três cidades do Brasil, de 2.014 pessoas matriculadas em nove academias de ginástica, somente 8,5% possuem 60 anos de idade ou mais.

“Fizemos uma comparação das pessoas matriculadas antes da pandemia e após o retorno das atividades presenciais, e o número diminuiu. As pessoas, principalmente os idosos, não retornaram às atividades, mesmo a Organização Mundial da Saúde recomendando a prática regular de exercícios físicos para aumentar a imunidade”, revela a professora.

Para a especialista, existem algumas hipóteses sobre os motivos pelos quais os idosos não frequentam as academias de ginásticas, como: mau atendimento, falta de acessibilidade, falta de conhecimento por parte dos profissionais para prescrever e orientar os exercícios físicos para esta população, vergonha de estar em um ambiente predominantemente frequentado por jovens e, até mesmo, um pré-julgamento por parte dos idosos pelo estereótipo em relação à estética corporal.

Segundo a OMS, para uma vida saudável e longe do sedentarismo, os idosos devem praticar entre 75 e 300 minutos de atividade aeróbica por semana, dependendo da intensidade. Além dos exercícios aeróbicos, são recomendadas, também, atividades de fortalecimento muscular e de multicomponentes, que enfatizam o equilíbrio, força, agilidade, flexibilidade, prevenção de doenças, melhora da funcionalidade, aumento da independência e da saúde.

 


Da Redação
[email protected]

Imprimir