Cidadeverde.com
Entretenimento

Sem herança milionária, filho de Hebe tenta vender mansão

Imprimir

Fotos: AgNews

Após negar que recebeu uma herança milionária, Marcello Camargo, filho da apresentadora Hebe - que morreu em 2012 -, afirmou na mesma entrevista que a mansão localizada na zona sul de São Paulo e deixada pela mãe que quase foi a leilão em 2017 por lance mínimo de R$ 60 milhões é um "elefante branco", tornando difícil sua venda.

Ele explicou porque acha isso da residência em fala feita durante conversa no canal do YouTube de Joanna Maria, que nesta quinta-feira (18) divulgou o trecho recortado do bate-papo realizado no final de julho.

"Sempre falo assim: 'cadê essa herança toda? Porque se alguém achar eu divido'", brincou ele ao responder sobre a herança milionária que teria recebido.

"Não [existe essa herança toda], isso é tudo uma lenda. Minha mãe na verdade investiu tudo na casa dela. Ela adorava ir comprando as casas ao lado e ir aumentando. Só que aquilo virou um elefante branco", declarou ele.

Ele também comentou sobre o alto custo que é manter a mansão com tudo preservado, o que dificulta quando ele tenta vender: "Assim, para [...] vender aquilo é muito difícil, porque é um patrimônio muito grande. O custo de manter aquilo é muito grande, então as pessoas acham que eu fiquei nadando em dinheiro, mas não é verdade não".

Contudo, Marcello fez questão de dizer que ficou sim com uma herança, porém modesta, sem falar em valores. "É claro que ela deixou algum patrimônio, também não vou falar que fiquei sem nada, mas não é esses absurdos, esse montante que fica saindo na mídia".

Surpresa, Joanna Maria perguntou: "Ah, aqueles 160 milhões que eu li no Google é mentira então?", quis saber. "Imagina, se fosse eu tava aí na Islândia passeando com você agora", respondeu Marcello, fazendo referência ao país que a capixaba mora atualmente.

O assunto já tinha sido levantado durante outra entrevista, desta vez ao "FamaCast", primeiro com Marcello comentando sobre os 60 milhões, sem especificar a moeda, e depois os apresentadores citaram uma possível herança de US$ 180 milhões. "Imagina", falou ele aos risos.

Em conversa no canal do YouTube do jornalista Felipeh Campos em dezembro de 2020, Claudio Pessutti, sobrinho e empresário da apresentadora que morreu em janeiro de 2021, disse que a apresentadora morava na mansão desde o ano 2000.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir