Cidadeverde.com
Esporte

Piloto morre em acidente durante o Campeonato Catarinense de Automobilismo

Imprimir

Na tarde do último domingo (21), Marcelo Cancelli, de 40 anos, morreu durante uma etapa do Campeonato Catarinense de Automobilismo, em Joaçaba. De acordo com a Confederação Brasileira de Automobilismo, o piloto perdeu o controle do carro, saiu da pista e colidiu com uma árvore.

O acidente aconteceu cinco minutos antes do término da prova, que tinha três horas de duração. Marcelo chegou a ser atendido no local e foi levado para o Hospital Universitário Santa Terezinha, mas não sobreviveu.
Nas redes sociais, a Confederação Brasileira de Automobilismo, pela voz do seu presidente, Giovanni Guerra, se manifestou.

"É com enorme pesar que a CBA, consternada, registra o falecimento do piloto Marcelo Cancelli, ocorrido neste domingo, 21, em acidente no Autódromo Cavalo de Aço, no município catarinense de Joaçaba. [...] Entusiasta do automobilismo, participou de provas não apenas do calendário catarinense, mas também de campeonatos nacionais como Velocidade na Terra e Turismo Nacional. 

Recentemente, venceu em Interlagos uma etapa da categoria Gold Turismo. Em meu nome pessoal e de toda a Família CBA, oremos para que o Pai o receba em toda sua Glória e que descanse na paz do Senhor", escreveu a CBA.

A Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina também publicou uma nota nas redes sociais e exaltou o legado deixado por Marcelo.

"A Federação de automobilismo de Santa Catarina - Fauesc, expressa seus mais profundos sentimentos à família, equipe e amigos do empresário e piloto Marcelo Cancelli, que perdeu sua vida de forma trágica no Autódromo Cavalo de Aço, neste domingo (21), em Joaçaba, em acidente quando participava de uma prova de automobilismo. 

Marcelo, um dedicado piloto, incentivador e filiado à Fauesc, sempre pronto para auxiliar e participar dos eventos de automobilismo, tanto em Santa Catarina quanto em outras pistas do País. Deixa um legado exemplar por ser uma pessoa maravilhosa sempre pronta a prestar sua colaboração. Difícil encontrar palavras, neste momento de dor, mas que Deus o receba em sua morada de braços abertos", escreveu.

Fonte: UOL-FOLHAPRESS

Imprimir