Cidadeverde.com
Geral

Dr. Pessoa inaugura sede da Guarda Municipal e anuncia estudo para concurso com 140 vagas

Imprimir
  • sede_guarda_municipal_1.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sede_gcm_2.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sede_gcm_3.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sede_gcm_4.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sede_gcm_5.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sede_gcm_6.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sede_gcm_7.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com
  • sede_gcm_8.jpg Renato Andrade/Cidadeverde.com

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos) inaugurou na manhã desta quinta-feira (25) a nova sede da Guarda Civil Municipal, localizada no Centro de Teresina. No evento, também foi anunciado que a prefeitura estuda lançar um novo concurso de 140 vagas para a corporação no próximo ano. 

“Para este ano não dará, mas para o ano que vem dará, sim, pois eles merecem o aumento no efetivo pela eficiência com que estão tratando o povo de Teresina e consequentemente a sensibilidade do prefeito que vai aumentar a tropa”, confirmou Dr. Pessoa. 

O comandante da Guarda Municipal, André Viana, explicou que o certame ainda está em fase de estudo, mas já foi solicitado à Prefeitura de Teresina. 

“Estamos aguardando a autorização do prefeito, acredito que será possível no ano que vem, estaremos divulgando o edital com novo concurso, pois temos necessidade. Hoje temos 360 guardas, temos na lei 500 vagas criadas e queremos preencher essas vagas em aberto”, destacou. 

André Viana também anunciou que a Prefeitura de Teresina vai adquirir junto à Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), quatro armas de calibre 12 nos próximos dias. Os guardas também aguardam reunir até R$ 1 milhão em emendas parlamentares para comprar mais armamento. 

O comandante também destacou que a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que as guardas municipais não tem poder de polícia, não vai afetar a atuação que já é feita em Teresina. 

“Foi uma decisão bem pontual, não quer dizer que isso seja levada para mudar a atuação das guardas municipais, temos uma decisão dessa mesma turma favorável a atuação da guarda e sem dúvida a nossa lei maior que fundamenta o nosso trabalho, que é preventivo é necessário. Entendemos que a população é carente de proteção e podemos ajudar de alguma forma”, destacou. 

 

Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir