Cidadeverde.com
Esporte

Corinthians sofre no fim, mas vence Bragantino e encerra jejum no Brasileirão

Imprimir

Sem vencer havia três rodadas, o Corinthians precisava voltar a somar os três pontos na noite desta segunda-feira, no encerramento da 24.ª rodada do Brasileirão, quando a equipe recebeu na Neo Química Arena o Red Bull Bragantino. 

Foto - Rodrigo Coca - Agência Corinthians

Eficiente e contando com uma grande noite do goleiro Cássio, que fez pelo menos três grandes defesas, o time alvinegro cumpriu bem sua missão e chegou aos 42 pontos na quarta colocação, mesmo número de Fluminense (3.º) e Internacional (5.º), um ponto a menos do que o vice-líder Flamengo e oito atrás do líder Palmeiras.

No primeiro tempo, o técnico Maurício Barbieri montou o Red Bull Bragantino ofensivo. O time chegou bem em arremates de média distância - Hyoran, Eric Ramires e Arthur chegaram a assustar Cássio nos primeiros 45 minutos. 

A melhor chance do time do Interior, no entanto, surgiu aos 22, quando Arthur recebeu ótima bola dentro da área pela direita, passou pela marcação e tocou por cima na saída de Cássio, mas mandou para fora.

O susto acordou o Corinthians, que passou a fazer as transições para o ataque com maior velocidade e em uma dessas jogadas, aos 30 minutos, o time marcou o primeiro gol.

Róger Guedes entrou na área pelo setor esquerdo do ataque e bateu para o gol. A bola desviou na defesa e sobrou para Gustavo Mosquito bater cruzado, sem chances para Cleiton.

No segundo tempo, o Red Bull Bragantino voltou ainda mais ofensivo, o que deu ao Corinthians a possibilidade do contra-ataque. 

O Alvinegro quase ampliou o placar aos 12 minutos, quando Du Queiroz entrou sozinho pela direita e bateu firme, mas a bola explodiu no travessão. 

Dois minutos depois, foi a vez de Yuri Alberto tem a sua chance. Ele recebeu livre na intermediária, partiu para o gol com a marcação cerrada e bateu assim que entrou na área para boa defesa de Cleiton.

Os visitantes chegaram com perigo pela primeira vez no segundo tempo aos 17. Após cobrança de escanteio, Alerrandro cabeceou bem e exigiu mais uma boa defesa de Cássio.

Aos 33, Ramiro recebeu do argentino Fausto Vera e bateu firme, para mais uma boa defesa de Cleiton.

A partir desse momento, os visitantes imprimiram maior ritmo e começaram a enfileirar chances de gol, quase todas paradas por Cássio, que fez pelo menos três excelentes defesas, duas delas após os 40 minutos do segundo tempo com o atacante Arthur.

No fim, o Corinthians se segurou e voltou a subir na tabela do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir