Cidadeverde.com
Esporte

Internacional goleia Juventude e cresce na briga pelas primeiras posições

Imprimir

O Internacional chegou à terceira vitória consecutiva na noite desta segunda-feira, quando bateu o Juventude, por 4 a 0, no Beira-Rio, em Porto Alegre, no encerramento da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Foto - Ricardo Duarte - Internacional

O resultado positivo deixa o time comandado por Mano Menezes com 42 pontos, mais vivo do que nunca na briga pelas primeiras posições. A equipe de Caxias do Sul, por sua vez, segue lanterna, com 17 pontos e cada vez mais próximo do rebaixamento à Série B.

Além de manter o time na parte de cima da tabela, a vitória também encerra de uma vez por todas o ‘climão’ entre torcida e jogadores após a dolorida eliminação nas quartas de final da Sul-Americana. 

Ainda assim, alguns jogadores seguem vaiados, caso de Taison e Edenílson, ambos reservas.

Em campo, o Internacional foi superior, mas demorou a furar a marcação do Juventude. Já o time de Caxias do Sul quis os contra-ataques com a velocidade de Felipe Pires, mas deixou exposta sua deficiência nas criações das jogadas e principalmente finalizações.

Melhor em campo, o Internacional abriu o placar aos 37 minutos, quando Carlos de Pena cobrou escanteio da direita e Johnny cabeceou no canto do goleiro Pegorari. O gol desestabilizou o Juventude, que precisou se expor mais e viu o time colorado ampliar o marcador antes do intervalo.

Aos 46 minutos, Alemão recebeu passe na área e ao dominar acabou sendo derrubado por Paulo Miranda. O lance foi checado pelo VAR e a arbitragem confirmou a penalidade. 

Três minutos depois, Carlos de Pena cobrou fraco e Pegorari espalmou, contudo, Wanderson aproveitou o rebote e estufou as redes.

No segundo tempo, o Internacional seguiu no ataque e chegou ao terceiro gol logo aos dois minutos. Wanderson foi até a linha de fundo e cruzou na medida para Johnny testar no alto, sem chances de defesa para o goleiro. Segundo gol do jogador naturalizado americano na partida.

Abatido, o Juventude ficou refém do Internacional e seguiu tendo trabalho com as jogadas aéreas.

Aos 16, por exemplo, Carlos de Pena recebeu bom passe de Wanderson e cruzou para Alemão, que cabeceou fraco nas mãos de Pegorari. Não à toa, o time tem a pior defesa do campeonato com 40 gols sofridos.

O Internacional chegou a marcar o terceiro gol pelo alto, aos 26 minutos, quando Carlos de Pena cobrou escanteio e Vitão desviou para as redes. Contudo, o lance foi revisado e o gol anulado por falta de Wanderson no goleiro Pegorari.

O mesmo VAR que anulou o terceiro gol, aos 42 minutos viu falta de Nogueira em cima de Edenílson dentro da área: pênalti mardado Aos 45, o mesmo Edenílson cobrou e não desperdiçou, dando números finais ao confronto.

O Internacional volta a campo no domingo para enfrentar o Corinthians, às 16 horas, na Neo Química Arena, em São Paulo. Já o Juventude, no sábado, receberá o Avaí, às 16h30, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir