Cidadeverde.com
Esporte

Alison dos Santos vence final dos 400m com barreira e é campeão da Diamond League

Imprimir

Alison dos Santos, o Piu, ampliou seu domínio nos 400 metros com barreira nesta quinta-feira, ao se tornar campeão da Diamond League, a principal série de corridas do mundo.

Foto: Carol Coelho/CBAt

Ele chegou à final em Zurique como favorito, depois de vencer seis etapas na temporada, e ergueu o troféu de diamante ao completar a prova em 46s98. 

Com isso, juntou-se a Fabiana Murer, bicampeã no salto com vara, na pequena lista de vencedores brasileiros da competição. Em provas de pista, portanto, é o primeiro.

Os americanos Khallifah Rosser e CJ Allen, que fizeram 47s76 e 48s21, ficaram com o segundo e o terceiro lugar, respectivamente Piu foi para a decisão como líder do ranking da Diamond League, depois de vencer as etapas de Doha, Eugene, Oslo, Estocolmo, Silésia e Bruxelas. 

No formato antigo da série, quando o vencedor era definido por pontuação, ele já teria sido campeão. Mas, atualmente, o ranking conta apenas para classificar os atletas que mais pontuaram para decidirem o título em uma final.

Medalhista de bronze nos Jogos de Tóquio no ano passado, Alison está invicto em 2022. Além das vitórias ao longo da disputa da Diamond, ele conseguiu a medalha de ouro no Campeonato Mundial desta temporada, disputado em julho, nos Estados Unidos.

Foi em território americano que ele fez seu tempo mais baixo, 46s29, para se colocar no topo do ranking da World Athletics, a associação internacional de atletismo.

Na disputa desta quinta-feira, o brasileiro não teve de competir contra Ray Benjamin (46s89) e o campeão olímpico Karsten Warholm (47s12), os outros dois integrantes do top 3 mundial. Isso porque nenhum deles conseguiu se classificar para a final em Zurique. 

Por isso, Alison não teve maiores dificuldades para conquistar o título e cruzou a linha de chegada em primeiro lugar com tranquilidade, com um tempo abaixo de 47 segundo pela terceira vez no ano.

MAIS BRASILEIROS

A final da Diamond League contou com outros três brasileiros. Campeão olímpico em 2016 e bronze em 2020, Thiago Braz não concluiu suas tentativas no sarrafo a 5.81 metros e acabou sem medalha, em sexto lugar.

Almir dos Santos competiu no salto triplo e ficou em quinto lugar, e Rafael Pereira foi o nono colocado dos 110 metros com barreira, em 13s73.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir