Cidadeverde.com
Política

Madalena Nunes critica Lei de Responsabilidade Fiscal e teto de gastos

Imprimir

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

A candidata Madalena Nunes (PSOL) criticou nesta sexta-feira a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e as normas que instituem o teto de gastos. Os mecanismos são os principais impasses para concessões de reajustes salariais reivindicados por categorias como Saúde e Educação. 

Madalena Nunes disse ser contra o modelo de gestão estabelecido atualmente que, segundo ela, limita os investimentos públicos e a valorização de trabalhadores, porém, não limita o teto para o pagamento da dívida, que beneficia o setor privado. 

“Contestamos essa forma de agir do Estado que limita os gastos em serviço público, que é a essência do estado, para favorecer banqueiros. A LRF é uma afronta assim como o teto de gastos, porque ela não limita gastos com os serviços da dívida. É tirar do Estado o seu papel que é valorizar os servidores”, destacou a candidata. 

Caso eleita, a candidata falou em rever esse modelo, e prometeu uma maior abertura de diálogo com a categoria de servidores. 

 

 

Paula Sampaio 
[email protected]

Imprimir