Cidadeverde.com
Esporte

Felipe Drugovich é o primeiro brasileiro campeão na história da F2

Imprimir

O Brasil está muito bem representado na principal categoria de acesso à Fórmula 1: Felipe Drugovich se tornou, neste sábado (10), o primeiro brasileiro a ser campeão da Fórmula 2 na história. E foi com muita emoção.

Felipe Drugovich comemorando o título mundial da F2. Foto: Divulgação/Formula 2

O título foi conquistado de maneira antecipada na corrida sprint da 13ª etapa da temporada 2022 da categoria, disputada no Autódromo Nacional de Monza, pelo Grande Prêmio da Itália.

O competidor paranaense da equipe MP Motorsport lidera o campeonato com 233 pontos. Ele superou o vice-líder Théo Pourchaire, da Art Grand Prix, com 164 - que não pode mais alcançá-lo.

Apesar de ter deixado a corrida ainda na primeira volta, após sofrer contato com Amaury Cordeel na largada, Drugovich acompanhou a derrocada de Pourchaire no drama do Pit Lane com a MP Motorsport.

O último campeão em bases semelhantes foi Bruno Junqueira, em 2000, quando a categoria ainda se chamava Fórmula 3000 Internacional. Desde que foi renomeado primeiramente para GP2 Series (2005 a 2016), e atualizada para Fórmula 2, em 2017, nenhum competidor brasileiro havia vencido.

Campanha de Drugovich

Líder desde a etapa 4, quando venceu em Barcelona, na Espanha, Felipe Drugovich teve outros três triunfos na temporada: Arábia Saudita, Mônaco e Holanda. Teve uma medalha de prata na Bélgica e uma medalha de bronze no Azerbaijão.

Corrida

Parecia uma largada limpa, mas o 'Drugo', ao chegar em 11º, sofreu contato e passou pela brita. Amaury Cordeel foi quem encostou na roda dianteira direita do brasileiro, tirando o carro da pista.

Assim, Drugovich teve sua suspensão quebrada e teve que deixar a corrida em direção aos boxes.

Pourchaire conseguiu subiu três posições, para 11º, e efetuou a volta mais rápida, mas ainda precisava chegar, no mínimo, em sexto lugar para adiar o sonho de Drugo.

Enquanto isso, o outro brasileiro da categoria, Enzo Fittipaldi, conseguiu subir para a 12ª colocação.

Queda de Pourchaire e disputa com Lawson

O australiano Liam Lawson deu uma 'mãozinha' para Drugovich e conseguiu travar uma intensa disputa com o francês. Foi dramático para Pourchaire, que caiu para 15º, e, duas voltas depois, para último (17º).

Quando a corrida se encaminhava para os momentos finais, Pourchaire provocou colisão com Lawson e foi penalizado em mais 5s, dando adeus a qualquer possibilidade de conquista.

Vips ganha sprint em Monza

Diante de toda a expectativa da conquista do piloto de Maringá, foi o estoniano Juri Vips, da Hitech, que venceu a sprint race. O dinamarquês Frederik Vesti (Art) e o indiano Jehan Daruvala (Prema), nessa ordem, completaram o pódio.

Jack Doohan (Virtuosi), que foi pole, finalizou a corrida apenas na 8ª colocação.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir