Cidadeverde.com
Geral

Procissão com corpo da rainha Elizabeth II vai para Westminster para velório de 5 dias

Imprimir

 

O caixão com o corpo da rainha Elizabeth II, morta na última quinta-feira, 8, começou a ser transportado ao Palácio de Westminster na manhã desta quarta-feira, 14, onde será velado por cinco dias, em uma cerimônia montada para que os súditos britânicos possam dar um último adeus à monarca mais longeva da História do país. Uma procissão reunindo os principais integrantes da família real partiu do Palácio de Buckingham com o corpo da rainha em direção à sede do Parlamento, onde será recebido pelo arcebispo de Canterbury.

A procissão começou após um momento de oração em Buckingham, na presença do rei Charles III e da rainha consorte Camilla. O cortejo até Westminster é acompanhado pelos irmãos de Charles, a princesa Anne, o príncipe Andrew, duque de York, e o príncipe Edward, conde de Wessex, e seus filhos, o príncipe de Gales, William, e Harry.

O trajeto até a sede do Parlamento britânico, que deve durar aproximadamente 40 minutos, também é acompanhado por milhares de britânicos, que se reuniram nas ruas de Londres para acompanhar o cortejo. Multidões começaram a se aglomerar cedo ao longo de ruas ladeadas de bandeiras, no The Mall, do lado de fora do Palácio de Buckingham e ao longo das margens do rio Tâmisa horas antes do início da procissão do caixão.

Em paralelo à procissão, os sinos do Big Ben foram tocados em homenagem à rainha Elizabeth II e salvas de tiros de canhão foram disparadas no Hyde Park.

De acordo com a programação oficial divulgada por Downing Street, o velório de Elizabeth II será aberto ao público a partir das 17h (13h em Brasília). O caixão fechado descansará sobre uma plataforma elevada conhecida como catafalco, e os súditos passarão em fila em ambos os lados, sem poder parar em frente a ele ou bater fotos no local. Também está proibido depositar flores e bichos de pelúcia no salão de Westminster.

 

 

O velório público será encerrado às 06h30 (02h30 em Brasília) da segunda-feira, 19, data para a qual está marcado o funeral de Estado da monarca.

A imprensa britânica estima que cerca de 750 mil pessoas devem passar pelo Palácio de Westminster para a despedida da rainha. De acordo com o The Times, a fila para entrar ver o caixão pode alcançar oito quilômetros de extensão e a espera pode chegar a 20 horas.

Para evitar evitar distúrbios nos arredores do Parlamento, o governo proibiu "barracas, churrascos e fogo" nas proximidades e estabeleceu que haverá uma distribuição de pulseiras para que as pessoas na fila possam sair por alguns minutos.

Quem vencer a maratona no lado de fora, precisará seguir regras estritas ao entrar no Palácio de Westminster. Cada pessoa terá que passar por um "ponto de segurança tipo aeroporto" e, em seguida, precisará usar uma pulseira para entrar no recinto.

Na área interna, só serão permitidas pessoas vestidas "apropriadamente" para a ocasião e "respeitar a dignidade do acontecimento", afirmam as diretrizes definidas por Downing Street, acrescentando: "não use roupas com mensagens políticas e ofensivas". Só serão permitidas bolsas pequenas. Não será permitido filmar, fotografar ou utilizar telefones celulares e outros dispositivos portáteis no interior da sala.

O corpo da rainha chegou a Londres na noite de terça-feira, 13, após uma série de homenagens na Escócia - incluindo um primeiro velório na catedral de Saint Giles, em Edimburgo, que reuniu dezenas de milhares de pessoas durante três dias, e um cortejo fúnebre que reuniu os quatro filhos da rainha. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir