Cidadeverde.com
Picos

Moradores protestam há cinco dias contra lixão no Valparaíso

Imprimir

Fotos: Paula Monize - Cidadeverde.com/picos

Há cinco dias, os moradores da comunidade Valparaíso estão em protesto pela retirada do lixão instalado próximo ao povoado. Nesta sexta-feira (16) o Cidadeverde.com/picos esteve na entrada do lixão, onde os moradores estão acampados e prometem permanecer até a resolução do problema.

O protesto pacífico é decorrente dos trantornos provocados pela fumaça vinda do lixão que tem atingido a comunidade. A situação persiste há 42 dias.

O aposentado e morador do Valparaíso, Luiz Araújo, destacou que o problema ocorre há quase 10 anos e que não há mais como conviver com a fumaça do lixão.

“Isso é um problema que já persiste há quase 10 anos e a gente vem só sofrendo. A tendência é só piorar cada vez mais, por isso estamos nessa luta, nessa batalha mais uma vez. Pessoas de comunidades que se sentirem prejudicadas também entre nessa junto com a gente. A gente pretende permanecer, resistir e temos recebido muito apoio de várias entidade. Não tem mais como esse lixão permanecer aqui, não dá, chegou no nosso limite, disse o morador.

Aposentado Luiz Araújo

A presidente da Associação dos Moradores do Valparaíso, Rosilene Moura, ressaltou que a empresa responsável por gerenciar o lixão está tentando apagar os focos de incêndio. Segundo ela, o problema é ainda maior e a solução é a retirada do lixão do local.

“A gente percebe que o problema não está sendo solucionado, jogando terra em cima do lixo,  são muitas toneladas de lixo que estão queimando. Tem uma máquina com duas caçambas aterrando, só que não está tendo muito resultado. Durante o dia, a fumaça a olho nu não é muito perceptível, mas a noite incomoda do mesmo jeito. A comunidade permanece cheia de fumaça e com mau cheiro”, frisou.

Rosilene Moura

Proibição da entrada de caminhões coletores

O protesto tem impedido a entrada dos caminhões coletores para descarte do lixo. Os manifestantes reforçam que a intenção não é prejudicar a cidade.

“Não está mais permitindo a entrada de coletores porque seria inútil estar aqui nesse sofrimento. Não queremos prejudicar a cidade, não queremos que leve nosso problema para outra comunidade, a gente quer que ele resolva o nosso problema”, concluiu.

Prazo de 48h para fumaça ser cessada termina hoje

O Ministério Público Estadual através da 7ª Promotoria de Justiça emitiu recomendação à Prefeitura de Picos e a empresa gerenciadora do lixão para que a fumaça do local decorrente dos focos de incêndio seja apagada. O prazo de 48h termina nesta sexta-feira (16).

O Cidadeverde.com/picos conseguiu adentrar ao espaço e flagou os caminhões realizando o trabalho de aterramento. No entanto, fomos impedidos pela empresa de realizar imagens do local.

Paula Monize
[email protected]

Imprimir