Cidadeverde.com
Geral

Pesquisa revela que 81% dos lares piauienses utilizaram internet em 2021, diz IBGE

Imprimir

Fotos: ArquivoCidadeverde.com

Quase 82% dos lares piauienses fizeram uso de internet em 2021. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua). O número, 81,2%, representa um crescimento de seis pontos percentuais. 

Apesar do aumento, o Piauí foi o estado com menor proporção de lares que utilizam a internet no ano passado. De acordo com o módulo “Acesso à internet e à televisão e posse de telefone móvel de uso pessoal”, a média nacional chegou a 90%, sendo o Distrito Federal o detentor do maior índice, 97,7%.

Apesar de ser o menor do país, o levantamento do IBGE constatou que houve crescimento do número de domicílios piauienses com acesso a internet já que em 2019 o percentual era de 68,8%, o que representa cerca de 695 mil casas. Atualmente são 833 mil residências com acesso a internet.

Pouco mais da metade dos lares piauienses haviam registrado utilização da internet em 2016 (54,2%). No ano seguinte, 2017, o índice cresceu 4,6 pontos percentuais e chegou a 58,8% dos domicílios. Entre 2017 e 2018, o aumento foi de 4,1 pontos percentuais e a proporção atingiu 62,9%. Em 2018, cerca de 68,8% das residências do estado usaram internet, crescimento de 5,9 pontos percentuais em relação ao ano anterior.

Motivos de não utilização da internet

Nos domicílios piauienses em que não houve utilização da internet em 2021, o principal motivo apontado foi que o serviço era caro. Essa foi a justificativa em 29,9% dos lares em que a rede não foi usada, conforme a pesquisa. Em 26,3% das residências, a razão foi que nenhum morador sabia usar a internet. A falta de interesse em usar o serviço foi informada em 22,2%, a falta de disponibilidade da rede na região foi o motivo de 7,8% e outros motivos foram a causa em 7,6% dos lares. E, ainda, 6,2% apontaram que o equipamento necessário para usar a internet era caro.

Acesso à rede móvel

O Piauí tem a quarta maior proporção do país de domicílios sem acesso à rede móvel celular para telefonia ou internet. Em 2021, o serviço de rede móvel celular ainda não funcionava em 15,2% dos lares piauienses. Apenas Alagoas (15,9%), Pará (16,1%) e Maranhão (19,3%) registraram índices superiores. A menor proporção é do Distrito Federal, onde somente 2,6% das residências não tinham acesso à rede móvel celular em 2021.

Cai a proporção de domicílios com televisão

De 2019 a 2021, houve redução no índice de domicílios que possuíam televisão. A queda foi observada no Piauí e em todo o Brasil. É o que mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Conforme o levantamento, caiu de 96,2% em 2019 para 95,5% a proporção de residências com existência de aparelho de televisão no Brasil. No Piauí, diminuiu de 94,4% em 2019 para 92,2% em 2021.

A pesquisa também mostra a evolução da posse de televisão por tipo, indicando o aumento da presença de TVs de tela fina em detrimento das TVs de tubo. Em 2016, predominavam os aparelhos de tubo no Piauí, presentes em 55,9% dos lares com TV. Já as TVs de tela fina (LED, LCD ou plasma) existiam em apenas 35,7% das casas com TV. No decorrer do tempo, a situação se inverteu: em 2021, as televisões de tubo estavam em 25,9% das residências com TV, enquanto as de tela fina já alcançavam 68,9% dos domicílios piauienses que tinham algum aparelho de televisão.

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

No Brasil, as televisões de tela fina já eram predominantes em 2016, estando presentes em 54,2% das residências com TV. No mesmo ano, os aparelhos de tubo continuavam existindo em 32,9% dos lares brasileiros com TV. Ao longo dos anos, a diferença apenas se ampliou: 84,2% dos domicílios com TV tinham do tipo tela fina em 2021 e apenas 11,9% possuíam televisão de tubo.

Piauí tem o 4º menor índice de pessoas com posse de celular

Apenas 74,7% da população piauiense com 10 anos ou mais de idade informou possuir telefone celular de uso pessoal em 2021. A proporção é a quarta menor do país, acima somente do Pará (72,5%), do Amazonas (71,4%) e do Maranhão (69,3%). Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Cerca de 84,4% dos brasileiros relataram possuir celular em 2021. O Distrito Federal registrou o maior índice de pessoas com posse de telefone celular em 2021 (92,6%), seguido por São Paulo (89,6%) e Rio Grande do Sul (89,4%).

Em 2016, a proporção de pessoas que possuíam celular de uso pessoal no Piauí era de 68,3%, o que representa um crescimento de 6,4 pontos percentuais até 2021. O aumento foi semelhante no país, de 7,0 pontos porcentuais no período, já que o índice era de registrado em 2016 foi de 77,4%.

Breno Moreno (Com informações do IBGE)
[email protected]

Imprimir