Cidadeverde.com
Geral

Piauí começa treinamento da equipe das Linhas de Cuidado do AVC

Imprimir

Foto: Sesapi

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), através da Coordenação da Rede de Urgência e Emergência, começou o treinamento da equipe da rede estadual de saúde para a instalação das Linhas de Cuidado para AVC e IAM. No domingo (18), a capacitação foi realizada junto a profissionais e acadêmicos que atuam no Hospital  Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), localizado em Parnaíba. 

Nesta segunda (19), o treinamento foi em Teresina com a troca de experiências entre equipe da Sesapi e da equipe da Secretaria de Saúde de Alagoas (AL), que foi o primeiro estado a ter uma rede de cuidados específica para os problemas. A equipe da Secretaria de Saúde do Piauí conheceu o aplicativo Join de telemedicina, que é usado no programa de Alagoas para agilizar a conduta médica e a transferência do paciente para o hospital de referência mais próximo.

Durante o treinamento em Parnaíba, participaram 70 profissionais do Heda, dentre eles 20 estudantes. O treinamento foi realizado pelo neurologista e Coordenador do Protocolo de Atendimento para as Linhas de Cuidado do AVC, Romilto Pacheco. O médico destaca que é essencial que o sistema de saúde tenha profissionais capacitados para atender às demandas que chegarem até os hospitais do Piauí.

“Precisamos que todos esses profissionais estejam aptos a trabalharem de maneira uniforme e conjunta, levando assim o melhor atendimento para a nossa população. O conjunto de uma linha de cuidados definida, e profissionais aptos para um atendimento de qualidade é o que trará bons resultados para essas linhas de cuidado do AVC e IAM”, diz o coordenador.

Em Teresina, a capacitação foi coordenada pelo Coordenador da Rede de Urgência e Emergência da Sesapi,  Telmo Mesquita. Para o coordenador, identificar e tratar adequadamente os casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) são os objetivos do programa. “Acidente Vascular Cerebral é a segunda maior causa de mortes no Brasil, segundo o Ministério da Saúde (MS) e uma das cinco principais doenças do mundo responsáveis por incapacidade”, afirma.

“Mas é uma doença prevenível e os principais fatores de risco são o tabagismo, hipertensão, diabetes, sedentarismo, entre outros. Então, se a população controlar essas doenças certamente teremos uma redução no número de AVC. O programa vem contribuir nesse sentido, não apenas proporcionando o tratamento no tempo correto, mas também atuando na orientação para prevenção da doença”diz Telmo.

O Secretário de Estado da Saúde Neris Júnior destaca que as capacitações continuarão acontecendo, para que o Piauí possa contar cada vez mais com profissionais da saúde preparados e qualificados. “Estes foram somente os primeiros treinamentos realizados. Seguiremos capacitando nossos profissionais para que toda a nossa rede possa prestar um atendimento de qualidade para a nossa população”, fala o secretário.

Da Redação
[email protected]

Tags: SesapiAVC
Imprimir