Cidadeverde.com
Esporte

Dorival ganha tempo, mas precisa superar 'quebra-cabeça' no Flamengo

Imprimir

A pausa no calendário brasileiro para a data Fifa deu ao técnico Dorival Júnior um período mais longo para treinamentos junto ao elenco do Flamengo e, ao mesmo tempo, um "quebra-cabeça" a ser montado para o duelo com o Fortaleza, nesta quarta-feira (28), na Arena Castelão, pelo Campeonato Brasileiro.

Foto - Gilvan de Souza - Flamengo

O cenário atual, inclusive, pode fazer a comissão técnica mandar a campo uma equipe com uma face diferente em meio à estratégia do "time das Copas" e "time dos pontos corridos".

Para o confronto com o time cearense, Dorival não terá os atacantes Everton Cebolinha e Marinho, que foram expulsos no clássico com o Fluminense. Além disso, Everton Ribeiro e Pedro estão com a seleção brasileira; Arrascaeta e Varela com a equipe uruguaia, e Vidal e Pulgar estão à disposição do Chile.

Ribeiro, Pedro e Arrascaeta fazem parte da considerada equipe titular. Vidal, Cebolinha e Marinho integram o apontado como time B, mas acionados com certa constância também nos mata-matas, enquanto Varela e Pulgar buscam uma sequência maior no clube da Gávea.

"Meu pensamento é manter o que temos feito. Não abrimos mão do campeonato. Infelizmente pode ser que nos afastemos um pouco mais por conta do resultado de hoje. É uma realidade e temos que lidar com isso. Nós vamos entrar em campo com o espírito de vitória. 

Contra o Fortaleza não teremos oito jogadores: seis convocados e dois expulsos. Precisamos nos preparar ainda mais para fazer um grande jogo e voltar com um grande resultado lá de Fortaleza", disse Dorival, após o jogo do último domingo.

Os jogos decisivos da Copa do Brasil, contra o Corinthians, vão acontecer nos dias 12 e 19 de outubro, enquanto a final da Libertadores, diante do Athletico-PR, no Equador, será no dia 29.

Até lá, o time rubro-negro tem quatro compromissos pelo Brasileiro, contra Fortaleza, Red Bull Bragantino, Internacional e Cuiabá. Atualmente, o Flamengo está na quarta colocação, com 45 pontos, 12 atrás do líder Palmeiras.

URUGUAI SEGUE ORIENTAÇÃO

Como o UOL Esporte mostrou em matéria publicada no último dia 20, o meia Arrascaeta inspira cuidados e ligou o alerta no Flamengo. O meia está com uma pubalgia, mas atuará no sacrifício até o fim do ano por causa das decisões importantes que a equipe tem pela frente nesta reta final de 2022.

Apesar de toda a preocupação que o clube demonstrava com a forma como ele poderia ser usado nos amistosos do Uruguai, a seleção Celeste seguiu as orientações do departamento médico rubro-negro e utilizou o meia com cautela contra o Irã, em Viena, na Áustria.

Ele entrou aos 26 minutos do segundo tempo, teve uma boa participação, apesar da pouca permanência em campo, e quase fez um golaço por cobertura. O Uruguai perdeu por 1 a 0.

"Isso tudo é alinhado diretamente. Tannure está em contato direto com todo o departamento médico das seleções. Isso foi passado. O que queremos é evitar que percamos um jogador em um momento como esse. É um incômodo que ele tem e ele vai conviver com isso até o fim do ano. Não tem outro caminho. 

Terá momentos que a gente precisará tirá-lo ou ficar fora. Ele vai para seleção, nós temos que ter cuidado. Ele está orientado, e o próprio departamento médico do Uruguai. Chegaremos com todos eles em totais condições para as datas principais", apontou Dorival.

RODRIGO CAIO FORA DA TEMPORADA

Na última sexta-feira, o Flamengo anunciou que o zagueiro Rodrigo Caio terá de passar por uma artroscopia e não atua mais nesta temporada. O atacante Bruno Henrique trata uma lesão multiligamentar no joelho direito e também só deve voltar aos gramados em 2023.

ESCALAÇÕES

Considerando o número de desfalques, Dorival deve iniciar a partida com Mateusão, do sub-20, como centroavante titular. Victor Hugo e Matheus França também devem estar entre os 11 iniciais.

Assim, uma possível escalação inicial do Flamengo tem: Santos; Rodinei, David Luiz, Léo Pereira, Filipe Luís e João Gomes; Thiago Maia, Victor Hugo e Matheus França; Gabigol e Mateusão.

O Fortaleza, por sua vez, será desfalcado pelo volante Robson, que cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Uma possível escalação inicial, indicada pelo técnico Juan Pablo Vojvoda nas últimas atividades do time, tem: Fernando Miguel; Brítez, Benevenuto, Titi e Capixaba; Sasha, Ronald e Zé Welison; Moisés, Galhardo e Romero.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir