Cidadeverde.com
Política

Piauí registra 17% de abstenção e supera percentual da eleição passada

Imprimir
Foto: Bárbara Rodrigues/ Cidadeverde.com 
 
Mais de 450 mil eleitores piauienses não compareceram às urnas neste domingo (02). O dado é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e representa um percentual de 17,70% do eleitorado do estado. 
 
A abstenção cresceu no Piauí em comparação à eleição de 2018, quando 15,7% do eleitorado não foi às urnas.
 
Em nível nacional, o Brasil registrou o nível de abstenção desde 1998. 32 milhões de eleitores não compareceram às urnas, segundo Tribunal Superior Eleitoral, o que representa um índice de 20,9%. 
 
O eleitor que não votou nem apresentou justificativa no primeiro turno tem 60 dias, a contar com a data da eleição, para regularizar sua situação junto à Justiça Eleitoral. 
 
O cidadão que não votar em três eleições consecutivas (cada turno corresponde a uma eleição),  não justificar sua ausência e quitar a multa devida terá o registro do título eleitoral cancelado e pode sofrer restrições como:
 
  • Ficar impedido de obter passaporte ou carteira de identidade
  • receber salários de função ou emprego público e obter alguns tipos de empréstimos.
  • Ser investido e nomeado em concurso público
  • Renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo
  • Obter certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.
  •  
A regra só não se aplica aos eleitores cujo voto é facultativo (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos e maiores de 70 anos) e aos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais.
 
 
Natanael Souza
Imprimir