Cidadeverde.com
Picos

Três candidatos de Picos estão entre os quatro mais votados para deputado estadual no PI

Imprimir

Na noite deste domingo (02) o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou o resultado dos eleitos no peito geral de 2022. Para o cargo de deputado estadual no Piauí três candidatos que representam a região de Picos figuram entre os quatro mais votados no Estado. São eles: Severo Eulálio (MDB), Thales Coelho (Progressistas) e Pablo Santos (MDB).

O candidato Severo Eulálio (MDB) ocupa o segundo lugar entre os mais votados no Piauí para deputado estadual. O filho do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE), Kléber Eulálio, recebeu 59.133 votos válidos. Garantido uma vaga na Assembleia Legislativa do Piauí, Severo vai para o terceiro mandato.

Severo acompanhado dos filhos no momento da votação

Em terceiro lugar aparece o candidato e ex-prefeito de Paquetá do Piauí, Thales Coelho (Progressistas), que obteve 57.761 votos. Thales pela primeira vez disputou o cargo, logrando êxito nas eleições.

Candidato Thales Coelho

Em quarto lugar como mais votado para deputado estadual está Pablo Santos (MDB), que recebeu 55.893 votos. Filho do ex-deputado Warton Santos, Pablo Santos vai para o terceiro mandato na Alepi.

Candidato Pablo Santos

O candidato a deputado estadual mais votado no Piauí foi Georgiano Neto (PSD)  que recebeu 109.025 votos.

Votação em Picos

No município de Picos foram computados 45 mil votos. Deste número, 42.299 foram válidos representando 94% da votação total. Brancos e nulos somaram-se 2.701 o equivalente à 6%. Abstenções somaram-se 7.719.

Para o cargo de deputado estadual, o mais votado em Picos é o filho do atual prefeito Gil Paraibado (Progressistas), Aldo Gil (Progressistas), que obteve 7.85 votos. Em segundo lugar aparece Pablo Santos (MDB) que recebeu 6.557 votos, seguido de Severo Eulálio (MDB) com 5.881 votos.

O quarto mais votado foi o candidato Thales Coelho (Progressistas) que obteve 5.542 votos e Nerinho (PT), também eleito, que obteve 5.058 votos.

 

Paula Monize

[email protected]

Imprimir