Cidadeverde.com
Esporte

Campeão mundial de boxe volta ao exército da Ucrânia em guerra com a Rússia

Imprimir

O campeão peso-pesado do boxe Oleksandr Usyk retornou às linhas de frente do exército da Ucrânia. Ele defendeu seus cinturões WBA, WBO e IBF em uma revanche com Anthony Joshua no dia 20 de agosto, mas já está servindo seu país.

A luta estava marcada para fevereiro, mas havia sido adiada devido à invasão da Ucrânia pela Rússia, quando Usyk retornou à sua terra natal para ajudar no combate aos russos.

O empresário do boxeador, Egis Klimas, revelou que ele voltou às linhas de frente mais uma vez com o objetivo de aumentar o moral das tropas ucranianas.

"No momento em que falamos [Usyk] está na Ucrânia na linha de frente. Claro, não com uma arma, mas ele está animando os soldados. Ele está lá apoiando seu país", disse Klimas ao talkSPORT.

Além disso, ainda de acordo om Egis, a decisão de Usyk de voltar ao boxe e enfrentar Joshua novamente foi inspirada em sua visita a um hospital onde soldados ucranianos estavam sendo tratados.

Klimas afirma que o boxeador encontrou soldados feridos, alguns dos quais estavam sem pernas, e foi recebido com aplausos ao entrar na enfermaria. Eles teriam insistido para que ele voltasse ao ringue e fosse um 'campeão'.

Usyk estava visivelmente emocionado após a vitória. Enquanto estava enrolado em uma bandeira da Ucrânia, ele disse: "Dedico esta vitória ao meu país, a todos os militares que defendem o país. Obrigado".

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir