Cidadeverde.com
Política

Progressistas aumenta bancada para sete e PV deixa de compor na Alepi

Imprimir

Foto: Renato Andrade/ Cidade Verde

Após os resultados das eleições estaduais, divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no último domingo (2), a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) terá dez novos deputados na próxima legislatura. No entanto, não houve mudança significativa na composição dos partidos, apenas o Progressistas (PP), que aumentou a bancada em um deputado, e o Partido Verde (PV), que passou a não ter mais representação no parlamento.

O PP conta com seis parlamentares em 2022, mas em 2023 terá sete, sendo quatro novos nomes. A bancada da próxima legislatura será composta por Dr. Thales, Gracinha Mão Santa, Aldo Gil, Bárbara do Firmino e pelos reeleitos Gustavo Neiva, Wilson Brandão e Marden Menezes.

O MDB continuou com nove representantes. Dr. Felipe Sampaio e Ana Paula entraram, e Themístocles Filho sairá para ser vice-governador do Estado no próximo ano e Zé Santana não concorreu. Os demais parlamentares da sigla foram reeleitos: Cel. Carlos Augusto, Georgiano Neto, Severo Eulálio, Dr. Hélio, Pablo Santos, Henrique Pires e João Madison.

O PT se mantém como a maior bancada, com 12 deputados. Nove se reelegeram e são três novos, que ocuparam as vagas de Dr. Francisco Costa, eleito deputado federal, e de Warton Santos e Oliveira Neto, que ficaram como suplentes. Rubens Vieira, Dr. Gil Carlos e Dr. Vinicius fazem parte da composição do partido na Alepi para 2023. Os deputados reeleitos foram Franzé Silva, Francisco Limma, Flávio Nogueira Júnior, Hélio Isaías, Fábio Xavier, Janaínna Marques, Fábio Novo, Nerinho e Firmino Paulo.

O Solidariedade e o Republicanos continuam com um deputado cada. Evaldo Gomes foi reeleito pelo primeiro, enquanto o segundo será representado por Jeová Alencar. O PV não teve candidato com votação suficiente para fazer parte da Alepi no próximo ano.

Nas eleições de 2018, deputados de 15 partidos foram eleitos para a Casa Legislativa piauiense, no entanto, principalmente após a mudança da lei eleitoral que proibiu as coligações, diversos parlamentares mudaram de sigla, deixando a configuração da Alepi com seis partidos representados. Para 2023, esse número cai a cinco.

COMPOSIÇÃO - ELEIÇÕES 2022

MDB: João Madison, Henrique Pires, Pablo Santos, Dr. Hélio, Severo Eulálio, Georgiano Neto, Cel. Carlos Augusto, Ana Paula e Dr. Felipe Sampaio.

PT: Fábio Novo, Janaínna Marques, Fábio Xavier, Hélio Isaías, Flavio Nogueira Júnior, Francisco Limma, Franzé Silva, Firmino Paulo, Nerinho, Dr. Vinicius, Gil Carlos e Rubens Vieira.

PP: Marden Menezes, Wilson Brandão, Gustavo Neiva, Bárbara do Firmino, Aldo Gil, Gracinha Mão Santa e Dr. Thales.

Solidariedade: Evaldo Gomes.

Republicanos: Jeová Alencar. 

COMPOSIÇÃO - ELEIÇÕES 2018

MDB: Themístocles Sampaio, Severo Eulálio, Pablo Santos, Henrique Pires, Zé Santana e João Madison.

PT: Franzé Silva, Francisco Limma, Dr. Francisco Costa, Flora Izabel e Fábio Novo.

PP: Julio Arcoverde, Firmino Paulo, Wilson Brandão, Lucy Soares e Hélio Isaías.

PR: Cel. Carlos Augusto e Fábio Xavier.

PTB: Nerinho e Janaínna Marques.

PRB: Gessivaldo Isaias.

PV: Teresa Britto.

PTC: Evaldo Gomes.

PRTB: Fernando Monteiro.

PSB: Gustavo Neiva.

PPS: Oliveira Neto.

PSD: Georgiano Neto.

PDT: Flavio Nogueira Júnior.

PSDB: Marden Menezes.

PR: Dr. Hélio.

 

 

Paula Sampaio (Com informações da Alepi)
[email protected]

Imprimir