Cidadeverde.com
Entretenimento

'Pude fazer por ela o que não fizeram por mim', diz Grazi sobre apoio a Jade

Imprimir

Foto: Divulgação

A participação de Grazi Massafera na novela "Travessia" se resume a pouquíssimas cenas. Ela é Débora, uma mulher que traiu o noivo, Guerra (Humberto Martins), com o melhor amigo dele, Moretti (Rodrigo Lombardi). Desta traição nasceu Chiara, interpretada por Jade Picon.

As duas, coincidentemente ex-BBBs, não chegam a contracenar, já que sua personagem morre após dar à luz, mas Grazi contou o motivo de ter abraçado imediatamente a nova colega de profissão -Jade até chama a ex-mulher de Cauã Reymond de "mãezona".

"Pude fazer com ela o que não fizeram comigo. Não via a hora de realizar esse acolhimento com o outro. Não posso generalizar e, quero deixar bem claro isso, que fui bem recebida por atrizes que eu já admirava como Walderez de Barros, Nathalia Timberg e Sônia Braga nos bastidores de 'Páginas da Vida'", conta. Sobre a nova atriz, Grazi é sincera: "Ainda não vi absolutamente nada, mas já soube que a Jade está arrasando. Ela é muito forte", elogia.

Um ano depois de sair do BBB 5 [terminou em segundo lugar], Grazi, 40, recebeu o convite para atuar na trama do Manoel Carlos, no horário nobre da Globo, sem nunca ter trabalhado antes como atriz. Em 2016, dez anos depois, ela revelou ter sofrido bullying de colegas de elenco assim que estreou em "Páginas da Vida". Ela já disse que se considera uma sobrevivente na profissão.

Ela ainda é cotada para protagonizar o remake de "Dona Beija", no HBO Max, mas evita o assunto. "Não gosto de falar sobre o que não está totalmente certo", desconversa. A novela , escrita por Wilson Aguiar Filho (1951-1991), foi a primeira produção da extinta Rede Manchete, em 1986, com Maitê Proença no papel-título.

Grazi nega que tenha conseguido negociar melhor o regresso trocado os planos no streaming pela Globo. "Não tenho contrato com ninguém. Só falo de trabalho mesmo quando está tudo fechado e o que tenho é um filme de suspense ["Uma família feliz"], do diretor caberá José Eduardo Belmonte. E quanto a isso [negociação salarial] só diz respeito a mim", finaliza.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir