Cidadeverde.com
Geral

Piauiense estreia em filme internacional com drama sobre violência contra a mulher

Imprimir

Fotos: Divulgação

A atriz piauiense Paula Landim, de 25 anos, está em Teresina para divulgar a estreia do seu novo filme, o suspense policial Purple Trail gravado nos Estados Unidos, que traz como tema a violência contra a mulher.

“O diretor quis trazer um tema que é bastante recorrente e que é para alertar a sociedade. Alertar tanto a Justiça, porque às vezes a Justiça é falha e no filme mostra muito disso, porque os principais, além de mim, são dois policiais e eles vão atrás desses homens que abusaram de mulheres", explica Paula Landim.

Em Teresina, o filme será apresentado no dia 13 de outubro, às 19h30, no Cine Teatro Assembleia Legislativa do Piauí, na Avenida Marechal Castelo Branco, bairro Cabral. O valor do ingresso será de R$ 10 e pode ser adquirido através do telefone: (86) 98138-7694.

Na trama, Paula irá interpretar uma médica psiquiatra que trata pacientes mulheres que já sofreram algum tipo de abuso ou violência.

“Ela é médica psiquiatra formada em Harvard e trata mulheres que sofreram abuso e violência. Então ela se dedica, parte do trabalho dela é voltado a mulheres que sofrem algo tipo de abuso, seja em casa, no trabalho e o filme mostra muito isso, dessas mulheres sendo abusadas e eu sou a médica tratando elas”, comenta a atriz.   

Sobre a responsabilidade de ser a única brasileira no casting do filme, Paula contou que teve alguns medos e que esse foi o maior desafio da sua carreira até agora.

“É uma responsabilidade grande, mas o meio maior medo era o sotaque, de soar como brasileira, mas não, eu até tive algumas aulas de dialeto, mas deu tudo certo. E esse foi o maior desafio na minha área que eu tive até agora”, conta.

O filme Purple Trail estreará nos cinemas americanos no dia 12 de outubro, porém a ficção não deve chegar aos cinemas do Brasil e por isso que Paula Landim decidiu apresentar em Teresina. A obra também deve fazer parte do catálogo do stream Amazon Prime Video.

Carreira

Paula Landim contou que desde pequena sempre sonhou em ser atriz e participar de filmes, novelas e seriados. Seus primeiros trabalhos foram em peças do Teatro 4 de Setembro, em Teresina.

“Eu comecei a fazer teatro aqui em Teresina, eu tinha uns 10 a 12 anos, lá no Teatro 4 de Setembro com o Moisés Chaves, eu fazia aula com ele todo mês, eu fiz peças aqui e eu fui crescendo, fazendo teatro, fazendo dança, balé, piano, minha mãe também me colocou em curso de pintura então eu sempre estive envolvida nessas áreas da arte”, explica.

O contato com atores e diretores de fora do Brasil veio após um intercâmbio em Los Angeles quando Puala passou seis meses estudando autação para Tv e Câmera no insitituto New York Film Academy.

“Quando eu completei 18 anos eu consegui convencer minha mãe para me mudar para o Rio de Janeiro e eu fui com a cara e a coragem, sem conhecer ninguém e fui fazer o teste para entrar na Escola de Atores Wolf Maya. Eu passei, fui morar lá e estudar lá. Depois eu fui fazer esse intercâmbio nos Estado Unidos, na New York Film Academy de Los Angeles e fiz muitos contatos”, destaca.

A participação no filme Purple Trail surgiu do contato com o diretor Shiv Nadikuda na New York Film Academy, que a convidou para participar do elenco. 

"Lá você fica com contato de atores, roteiristas e eu fiz amizade com várias pessoas e esse diretor que eu conheci lá, a gente ficou em contato sempre e ano passado ele me chamou dizendo que tinha um projeto e perguntou se eu queria participar", acrescenta Paula. 

 

Rebeca Lima
[email protected] 

Imprimir