Cidadeverde.com
Vida Saudável

Atividade física: nas Américas, 62% dos adultos apresentam sobrepeso ou obesidade

Imprimir

Foto: Pixabay/fotos gratis

12

A prática regular de atividades físicas é fundamental para prevenir e controlar doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e até mesmo câncer, além de diminuir os sintomas de depressão e ansiedade, evitar o declínio cognitivo, melhorar a memória e a saúde do cérebro. De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS), a estimativa é que até 5 milhões de mortes por ano no mundo poderiam ser evitadas se a população global fosse mais ativa fisicamente.

As Américas possuem a maior taxa de obesidade do mundo, segundo a Opas/OMS. Pelo menos 62% dos adultos apresentam sobrepeso ou obesidade. O Guia de Atividade Física para a População Brasileira apresenta uma série de orientações sobre a prática em cada etapa da vida. As recomendações básicas para os adultos são:

  • Pelo menos 150 minutos semanais de atividades físicas moderadas: a respiração e os batimentos cardíacos aumentam moderadamente nessas atividades;
  • Pelo menos 75 minutos semanais de atividades físicas vigorosas: a respiração é mais rápida e os batimentos do coração aumentam bastante;
  • As atividades físicas moderadas e vigorosas podem ser combinadas;
  • Inclua em pelo menos dois dias na semana atividades de fortalecimento muscular e ósseo;
  • Reduza o tempo sentado ou deitado, assistindo TV ou usando o celular.
  • A cada uma hora em comportamento sedentário, movimente-se por cinco minutos.

Entre os benefícios da prática de atividades físicas, estão:

  • Promoção do desenvolvimento humano e bem-estar;
  • Prevenção e diminuição da mortalidade por diversas doenças crônicas, como pressão alta, diabetes, doenças do coração e alguns tipos de câncer;
  • Ajuda no controle do peso corporal;
  • Redução dos sintomas da asma;
  • Redução do uso de medicamentos em geral;
  • Redução do estresse e sintomas de ansiedade e depressão;
  • Melhora do sono;
  • Promoção do prazer, relaxamento, divertimento e disposição;
  • Ajuda na inclusão social e na criação e fortalecimento de laços sociais, vínculos e solidariedade.

Caso a pessoa não consiga alcançar as recomendações de frequência e tempo para a prática de atividade física, é importante lembrar que qualquer atividade, no tempo e lugar em que for possível, é melhor do que ficar parado. O hábito se constrói aos poucos.

 

Da Redação
[email protected] 

Imprimir