Cidadeverde.com
Geral

Frei Betto retorna a Teresina para lançamento de livros

Imprimir

Foto: Karime Xavier/Folhapress

Frei Betto volta a Teresina nesta segunda-feira (17) para lançar três livros: “Tom Vermelho do Verde” (Editora Rocco), “Jesus Militante: Evangelho e Projeto Político no Reino de Deus” (Editora Vozes) e “O Estranho Dia de Zacarias” (Editora Cortez). O evento acontece às 18h30 no Theatro 4 de Setembro.

Carlos Alberto Libânio Christo, ou Frei Betto, é um frade dominicano nascido em Belo Horizonte em 1944. Estudou jornalismo, antropologia, filosofia e teologia e é reconhecido por seu trabalho em favor dos Direitos Humanos.

Frei Betto é autor de 73 livros editados no Brasil e no exterior. Sua obra literária recebeu importantes reconhecimentos. Em 1982, seu livro de memórias “Batismo de Sangue” (Rocco) recebeu o Jabuti, principal prêmio literário do Brasil, concedido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL).

Seu livro “A noite em que Jesus nasceu” (Editora Vozes) ganhou o prêmio de Melhor Obra Infanto-Juvenil de 1998, concedido pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Já em 2005, o júri da CBL premiou-o mais uma vez, agora na categoria Crônicas e Contos, pela obra “Típicos Tipos – perfis literários” (Editora A Girafa)

Conheça mais sobre os livros que serão lançados:

“Tom Vermelho do Verde”

O mais novo livro de Frei Betto, “Tom Vermelho do Verde” é um romance baseado em fatos, resgatando a história dos indígenas Waimiri-Atroari durante a construção da BR-174 nos anos 1970, em plena ditadura civil-militar, período no qual os Waimiri-Atroari foram aprisionados, escravizados, torturados e assassinados, em nome de um pretenso progresso que sacrificou e sangrou a floresta e seus povos originários.

Este trabalho de Frei Betto aprofunda a percepção das agressões históricas a que os povos originários estão expostos e aguçam a nossa postura crítica frente ao cenário no qual os povos indígenas e quilombolas são alvos prioritários dos ataques do atual governo protofascista aliado aos setores mais conservadores da sociedade brasileira.

“Jesus Militante: Evangelho e Projeto Político no Reino de Deus” 

Nesta obra, o autor, após um minucioso estudo do Evangelho de Marcos, defende que Jesus tinha como missão a gênese de uma civilização fundamentada tanto nas relações sociais, envolvendo a partilha de bens, quanto nas relações pessoais, baseadas no amor ao próximo.

“O Estranho Dia de Zacarias”

Neste livro infantil, o menino Zacarias percebe ao acordar de manhã que os objetos estão conversando com ele, o fenômeno continua na escola, no dia da prova de História do Brasil.

Da Redação
[email protected]

Imprimir