Cidadeverde.com
Esporte

Seleção estava desacreditada, mas levou a prata no Mundial, diz Zé Roberto

Imprimir

De uma equipe desacreditada, o Brasil conseguiu chegar a uma final de Mundial de vôlei feminino. A história só não foi perfeita porque a seleção comandada por José Roberto Guimarães fez uma partida abaixo do esperado contra uma Sérvia arrasadora.

No entanto, a medalha de prata, após levar 3 sets a 0, não preocupou o treinador. Pelo contrário, o motivou a ir em busca de objetivos ainda maiores nos próximos anos.

"Sempre que você perde, preocupa. Mas isso faz parte. Fizemos um grande campeonato a meu ver. A gente saiu de situações difíceis. Mas, se olharmos para trás, demos passos importantes para o futuro. Nós saímos do Brasil completamente desacreditados e chegamos a uma final de Mundial. 

E isso diz muita coisa para a gente. O que a gente não pode é, por causa desse jogo, achar que foi tudo ruim. Foi bom. Aproveitamos, aprendemos. Passamos por momentos difíceis e superamos", analisou o treinador, em entrevista ao canal SporTV.

Zé Roberto deixou claro que o Brasil, por tudo o que fez no campeonato, merecia uma melhor sorte, mas enfatizou o poder de superação de suas comandadas.

Neste sábado, a seleção brasileira cometeu erros de fundamentos, principalmente no terceiro set, e mostrou muito nervosismo durante toda a partida. Nem mesmo Gabi, considerada como uma das melhores jogadoras do mundo, teve um bom dia. A capitã do Brasil fez apenas nove pontos.

"A lição que fica é como nos agarramos nos jogos que conseguimos vencer. Como foi importante. Essa é a lição do que ficou. Porque o Brasil mostrou muita personalidade. Isso os times sabem que o Brasil tem.

Acho que a gente tem de manter a cabeça erguida, olhar para frente. Ver o que deu certo e, lógico, o que não, onde cometemos erros. Estou feliz por onde chegamos. 

O resultado poderia ser melhor, mas chegar em uma final de Mundial não é fácil. O importante é continuar e elas sentirem o que faltou. É um degrau a mais. A energia que esse grupo mostrou foi muito legal em termos de união", completou.

O treinador destacou ainda que o resultado foi bom, pois a equipe vem passando por uma renovação, visando a Olimpíada de Paris, em 2024. Chegar a uma final de Mundial pegou até mesmo o próprio Zé Roberto de surpresa.

"Eu acho que a gente deu passos largos para chegar onde a gente chegou, em uma renovação que está vindo aí. Achei que foi até precoce. Achei que a gente fez mais do que eu pensei que a gente fosse fazer.

Essas jogadoras são muito importantes porque são jovens e ainda têm um caminho grande pela frente. Jogar nesse nível vai ser muito importante para elas", finalizou.

O Brasil teve vitórias dramáticas durante todo o torneio, batendo grandes seleções como Itália e Japão, ambas favoritas ao título, na semifinal e nas quartas de final, respectivamente.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir