Cidadeverde.com
Entretenimento

Mãe de vítima de Jeffrey Dahmer diz que fantasias do assassino causam gatilhos

Imprimir

Foto: Reprodução/Netflix

As fantasias de Halloween inspiradas no assassino Jeffrey Dahmer, cuja história é contada na série "Dahmer: Um Canibal Americano", da Netflix, têm causado mal-estar entre os parentes das vítimas dos criminoso.

Perucas loiras, óculos retrô e até camisas parecidas com as que o ator Peter Evans usa na série estão à venda no eBay.

Shirley Hughes, mãe de Tony, um homem surdo assassinado por Dahmer, pediu que o público pare de espetacularizar o tema. "Já me causa gatilhos ver uma série na Netflix sobre o serial killer. Pessoas vestidas como o assassino causam ainda mais", diz ela, ao site TMZ.

Para Shirley, o que mais dói é ver a Netflix e os vendedores online lucrarem com a morte das vitimas, enquanto os familiares não ganham um centavo.

Dahmer matou 17 pessoas entre 1978 e 1991, muitas delas negras e gays. Ele comia e preservava parte dos corpos das vítimas e foi sentenciado em 1992.

Desde seu lançamento, a série da Netflix vem causando polêmica. Familiares das vítimas são contra a exibição da atração, dizendo-se "retraumatizados".

Ainda assim, a série se tornou a quarta mais vista do canal de streaming. Se forem consideradas só as produções de língua inglesa, ela está em segundo lugar.

 

Fonte: Folhapress

Imprimir