Cidadeverde.com
Geral

Carpinteiro morre após ser esfaqueado durante discussão política na zona Leste de Teresina

Imprimir

Foto: Arquivo Pessoal


Um carpinteiro identificado como Sidclei Gonçalo de Melo, 44 anos, morreu após ser esfaqueado durante uma briga no último sábado (15), na zona Leste de Teresina. O caso aconteceu por volta das 22h30 em uma residência no bairro Jockey, onde estão alojados trabalhadores de uma obra nas proximidades.  

A vítima ainda chegou a ser levada para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de domingo. 

Em depoimento, o suspeito do crime, um pedreiro identificado como Edilson do Nascimento Sousa, 43 anos, alegou legítima defesa e confirmou a briga com Sidcley aconteceu por conta de uma discussão política. 

O suspeito afirma que, durante o desentendimento, a vítima entrou na casa e pegou uma faca para lhe furar, momento que travaram uma luta corporal. Edilson afirma que também estava com uma faca e que a usou para golpear a vítima na região do abdômen.

Um outro operário da obra, que também mora na residência, tentou separar a briga, mas foi atingido com uma facada nas mãos.

Foto: Tiago Melo/ TV Cidade Verde 

Local do crime 

O Cidadeverde.com apurou que a vítima é natural de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, e estava em Teresina trabalhando como carpinteiro em uma obra na avenida Presidente Kennedy. 

Na noite do crime, Sidcley e outros colegas de trabalho estavam ingerindo bebida alcoólica na residência alugada para alojar os operários.  

Na versão do operário que ficou ferido na mão durante a briga, a discussão teria iniciado após a vítima empurrar o suspeito, momento que este pegou a faca e desferiu os golpes contra Sidcley. 

O suspeito do crime, Edilson do Nascimento, passou pela audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Ele deve responder por homicídio e tentativa de homicídio. Na decisão, o magistrado alega que a liberdade do suspeito pode causar risco à ordem pública. 

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Irmão diz que vítima era trabalhador

O irmão do carpinteiro morto durante a briga, Ricardo Melo, esteve no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na manhã desta segunda-feira (17) e conversou com o Cidadeverde.com sobre a ocorrência. Segundo Ricardo, Sidcley era uma pessoa boa, trabalhador e sem inimigos. 

“Sempre trabalhou com obra. Era um bom profissional. Estava em um momento de lazer. Agora estamos indo no IML para tratar sobre o translado do corpo para Recife”, acrescentou Ricardo Melo. 

Foto: Nataniel Lima/Cidadeverde.com 

Irmão da vítima 

O irmão de Sidcley afirmou ainda que o irmão não relatava ameaças e que apenas dizia aos familiares que os colegas de trabalho tinham inveja dele, porque estava subindo de cargo e era de outro estado. 

“Deixou três filhos. O neto dele nasceu há três meses. Além dos filhos e netos, deixou a esposa, mãe e 10 irmãos. Machuca, mas temos que ser forte”, completou o irmão da vítima.

 

 

Nataniel Lima 
[email protected] 

Imprimir