Cidadeverde.com
Política

Vereador cobra informações à FMS sobre falta de ambulâncias do Samu em Teresina

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

Nesta terça-feira (18), o vereador Aluísio Sampaio (Progressistas) demonstrou preocupação com a situação do setor de saúde pública, em Teresina. Após o Departamento de Fiscalização do Conselho Regional de Medicina do Estado do Piauí (CRM-PI) denunciar o mal estado de conservação de ambulâncias do Samu na capital, o vereador informou que cobrará explicações, via ofício, da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

De acordo com a denúncia do CRM, Teresina possui oito viaturas de suporte básico do Serviço de Atendimento Móvel, mas só quatro estão em funcionamento.

O vereador avalia que com frota reduzida, o número de atendimentos realizados na cidade é prejudicado, aumentando a fila de espera e colocando a vida da população que precisa do sistema em risco.

O vereador destacou a gravidade do assunto e reforçou a importância do seu funcionamento pleno.

"Metade das ambulâncias de suporte básico do Samu de Teresina estão quebradas. Esse é um assunto que julgo ser da maior importância e de extrema gravidade. Sabemos a quantidade de vidas que o SAMU salva durante o atendimento feito com as ambulâncias. Queremos saber o que está acontecendo com a FMS com relação à manutenção desses veículos, que são tão importantes para a nossa sociedade", destacou Aluísio Sampaio.

Após levantar a questão, a declaração foi apoiada por outros vereadores na Câmara Municipal de Teresina.

O vereador Aluísio Sampaio reforça sobre a atenção que o setor de saúde recebia na gestão anterior da prefeitura e espera ações efetivas do prefeito da capital.

"Sabemos que cerca de 35% de toda a receita do município de Teresina, na gestão anterior, era aplicada a saúde. A prioridade era muito grande neste setor. Espero que Dr. Pessoa como médico possa ter esse olhar e essa sensibilidade de manter esse sistema de saúde tão importante para a população", finalizou o parlamentar.

 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir