Cidadeverde.com
Esporte

Guarani garante permanência na Série B ao vencer um Cruzeiro muito nervoso

Imprimir

Já campeão da Série B do Campeonato Brasileiro e com o acesso garantido, o Cruzeiro é o time com a situação mais confortável na competição. Com todos os objetivos alcançados, o time mineiro joga as rodadas finais apenas para cumprir tabela. 

No entanto, nesta terça-feira (18), diante do Guarani, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), o nervosismo demonstrado em campo pelos cruzeirenses era típico de equipe que parecia disputar o jogo da vida.

O time paulista, que não tem nada a ver com isso, aproveitou bem as duas expulsões dos jogadores celestes ainda no primeiro tempo e venceu por 1 a 0.

O gol da vitória foi marcado pelo atacante Isaque, aos dez minutos de etapa final, e livrou o Guarani do rebaixamento. Agora, com 47 pontos, o time de Campinas entrará em campo nas últimas rodadas apenas para cumprir tabela. 

Um empate já era suficiente para o time treinador por Mozart Santos conseguir a pontuação necessária para garantir a permanência na Série B, mas nem por isso o Guarani se mostrou nervoso em campo.

Já o Cruzeiro, que garantiu o retorno à Série A na 31ª rodada e o título da Série B na partida seguinte, foi uma equipe surpreendentemente irritada. 

Daniel Júnior foi expulso aos 33 minutos por xingar o juiz, aos 36 foi a vez do volante Filipe Machado, que recebeu dois amarelos em menos de três minutos o primeiro por reclamação, e o segundo por entrada dura em Giovanni Augusto. 

O cruzeirense ainda quebrou a proteção de um dos bancos de reservas ao deixar o gramado.

Ainda teve a expulsão do atacante Edu, também por reclamação. Mas como o centroavante já estava fora da partida, o Cruzeiro terminou o jogo apenas com dois jogadores a menos.

As expulsões custaram caro para o Cruzeiro. Não pelo impacto na classificação, afinal o time mineiro já conquistou o título. Mas não mais com uma campanha invicta como mandante. Até então eram 14 triunfos e três empates.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir