Cidadeverde.com
Política

Draga Alana diz que decisão de Dr. Pessoa em exonerá-lo foi precipitada e buscará mandato na Câmara

Imprimir

Foto: Renato Andrade/ Cidade Verde

O ex-secretário municipal de Juventude, Eduardo Draga Alana (PSD), afirmou na manhã desta sexta-feira (25) que a decisão do prefeito Dr. Pessoa (Republicanos) em exonerá-lo da pasta foi precipitada. Em entrevista, o prefeito confirmou que a demissão do gestor se deu em virtude da Operação Mandarim, deflagrada nesta quarta-feira (24) pela Polícia Civil.

A operação da Delegacia de Repressão e Prevenção a Entorpecentes (Depre) apreendeu um veículo que estava com o ex-secretário e que, segundo a investigação, pertence a um dos presos. 

Draga Alana argumentou que o veículo apreendido pela polícia durante a investigação era um carro emprestado. O ex-gestor também destacou a fala da polícia à imprensa de que não tem envolvimento algum com o caso e disse ter a consciência tranquila quanto a qualquer acusação. 

“Com certeza foi precipitada, ele foi por cabeça de muita gente, de fuxico. O que aconteceu ali foi simplesmente que eu estava em um carro emprestado, que esse carro estava com investigação. A polícia pediu o carro, eu apenas sai. O delegado na matéria [da imprensa] diz que eu não tenho envolvimento nenhum com o caso. Então, acho que foi precipitado. A gente tem consciência tranquila, tem a consciência limpa”, declarou Draga Alana.  

De acordo com o coordenador da Depre, Everton Férrer, de fato, não há qualquer investigação sobre o ex-secretário relacionada a Operação Mandarim, no entanto, ele deve ser intimado para prestar esclarecimentos.

RETORNO À CÂMARA 

Eduardo Draga Alana também confirmou que seguirá buscando assumir o mandato na Câmara Municipal. O ex-secretário é o primeiro suplente do PSD. Nos últimos meses ele tem estado em um embate político e judicial com o vereador Antônio José Lira (Republicanos) pela cadeira que originalmente foi do vereador Renato Berger (PSD), atual secretário de Esportes (Semel). 

“A questão da Câmara vamos continuar, sim [buscando o mandato]. Já tinha protocolado na Câmara a minha volta, para o meu retorno e tem um Mandado de Segurança, estamos esperando o juiz se pronunciar”, explicou. 

Para o lugar de Draga Alana na Semjuv Dr. Pessoa nomeou Liu Grazianni. Assim, a vaga que era ocupada pelo grupo do PSD, agora passou a ter a indicação do vereador Neto do Angelim (Sem partido). 

Paula Sampaio
[email protected]

Imprimir