Cidadeverde.com
Esporte

Paulo Bento deixa o comando da Coreia do Sul após eliminação na Copa

Imprimir

Após a derrota por 4 a 1 para o Brasil, que acabou eliminando a Coreia do Sul na Copa do Mundo do Qatar, o técnico português Paulo Bento, 53, anunciou a sua saída do comando da seleção asiática.

Ele disse que a decisão já estava tomada antes do início do Mundial.

"Acabei de anunciar aos jogadores e ao presidente, foi uma decisão tomada em setembro e agradeci a eles por tudo o que fizeram", disse Paulo na entrevista coletiva pós-jogo.

"Estou satisfeito e orgulhoso por ter sido o técnico deles por mais de quatro anos. Agora vou descansar e ver o que acontece a seguir."

Sobre o jogo, Paulo Bento reconheceu a superioridade do Brasil. "Parabenizo meus jogadores, que deram o melhor de si, mas a derrota foi justa. O Brasil foi superior a nós", disse o português.

"É uma vitória normal de uma grande equipe, candidata ao título."

Bento assumiu o comando da Coreia do Sul em 2018 e conseguiu colocá-la nas oitavas de final de uma Copa do Mundo pela terceira vez na história da seleção.

CAPITÃO SON DIZ QUE COREIA FEZ O QUE PÔDE

Na entrevista coletiva após a partida, o capitão sul-coreano Son Heungmin defendeu sua equipe diante de um adversário superior.

"Demos tudo. Não nos culpe. Com esses jogadores do Brasil, se você der espaços a um deles, eles marcam. Não quero culpar nenhum dos nossos jogadores porque deram tudo", discursou o meia, que também elogiou o desempenho de seus companheiros.

"Estou muito orgulhoso do que eles fizeram. Não é fácil jogar, especialmente para os jovens que chegaram e jogaram desde o início. Eles fizeram um grande trabalho pelo nosso país e espero que não parem de trabalhar, espero que os jovens percebam o quão importante é jogar a Copa do Mundo.

Estou muito orgulhoso e muito feliz que os jovens tenham feito um trabalho incrível para a seleção e para o país", finalizou.

Fonte: Folhapress

Imprimir