Cidadeverde.com
Política

Prefeito devolve orçamento à Câmara com vetos; proposta deve ser votada na terça-feira

Imprimir

Foto: Arquivo Cidade Verde

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos), devolveu à Câmara Municipal o projeto de lei que fixa o Orçamento para 2023 com uma série de vetos. O documento foi publicado no Diário Oficial. O Orçamento prevê uma receita de R$ 4.589.743 e estabelece a despesa em igual valor.

O texto original do Orçamento havia sido alterado pelos vereadores através de emendas que, no total, somaram R$ 134 milhões.

Entre as mudanças propostas pelos parlamentares, o remanejamento de R$ 10 milhões da Semgov para o Fundo Municipal de Saúde; bem como R$ 80 milhões da Eturb para a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

Os vereadores mexeram no orçamento de R$ 32 milhões da Semcaspi, que foram remanejados da seguinte forma:  R$ 23 milhões para a Educação; R$ 1 milhão para a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel); R$ 3 milhões para Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec); R$ 2 mihões para a Secretaria Municipal de Juventude (Semjuv) e R$ 2 milhões para a Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest).

De acordo com o vereador Dudu (PT), o projeto só foi encaminhado na tarde desta quarta-feira, portanto, sem tempo ainda para conhecimento do que foi vetado.

"Não vi ainda o que foi vetado. Houveram alguns remanejamentos que não sei dizer ainda se foi vetado. Amanhã é que vamos analisar", disse o parlamentar.

Para o secretário de Planejamento de Teresina, João Henrique, a proposta encaminhada ao Legislativo está dentro do que foi discutido. "Tudo foi conversado com o prefeito e está tudo bem, dentro dos acordos", garante.

A previsão é que os vetos ao orçamento sejam votados só na próxima semana. Hoje era o último dia para o prefeito devolver o projeto à Câmara.

Hérlon Moraes
[email protected]

Imprimir