Cidadeverde.com
Esporte

'Como se tivesse perdido alguém', desabafa Bruno Guimarães

Imprimir

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Menos de 24h após a eliminação da seleção brasileira na Copa do Mundo, Bruno Guimarães desabafou em sua conta oficial no Instagram. O volante comparou a queda nas quartas de final da competição para a Croácia com a perda de alguém próximo.

"Hoje sem dúvidas é um dos dias mais tristes da minha carreira. Um sentimento terrível de tristeza. Como se eu tivesse perdido alguém importante, como se parte de mim tivesse sido arrancado. E realmente foi. Mas não por muito tempo, porque eu estarei aqui fazendo de tudo pra que daqui quatro anos essa taça volte pra casa. A sensação é de que eu poderia ter feito mais, ajudado mais, ter tentado algo diferente. Mas os planos de Deus são muito maiores que nossas vontades", escreveu o jogador, que completou:

"Queria encerrar agradecendo o apoio de todo nosso país, que merecia tanto essa conquista, porque sabemos como isso é importante pra gente, tal qual religião. O sonho pode ter sido adiado, mas não esquecido", completou.

Disputando a sua primeira edição de Copa do Mundo com o Brasil, Bruno Guimarães entrou em campo nas partidas contra Suíça e Camarões, ambas saindo do banco de reservas. Contra Sérvia, Coreia do Sul e Croácia, o volante permaneceu como suplente não utilizado por Tite.

O Brasil passou pela fase de grupos vencendo Sérvia e Suíça, mas acabou sendo derrotado por Camarões atuando com uma equipe reserva. Nas oitavas, a seleção comandada por Tite goleou a Coreia do Sul, mas acabou empatando com a Croácia com bola rolando nas quartas de final, sendo derrotada nos pênaltis.

A queda nas quartas de final manteve um tabu incômodo para a seleção brasileira. Desde 2006, o Brasil é eliminado ao enfrentar um pais europeu nos mata-matas. Da Copa do Mundo da Alemanha em diante, a equipe brasileira foi superada por França, Holanda, Alemanha, Bélgica e Croácia, nesta ordem.

Fonte: Folhapress

Imprimir