Cidadeverde.com
Cidades

Padrasto é preso suspeito de estuprar a enteada de 12 anos em Teresina

Imprimir

Foto: PC-PI

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) prendeu um padrasto suspeito de estuprar a própria enteada de 12 anos na cidade de Teresina. A prisão foi realizada no último dia 3 de dezembro.

A delegada Lucivânia Vidal, da DPCA, informou que o caso foi denunciado em setembro pela família da criança, que percebeu um comportamento estranho na menina de 12 anos.

“Um familiar viu um comportamento estranho dele em relação à criança, que a menina estava agindo de forma estranha, então decidiu falar com ela, que explicou os abusos que ele estava realizando. Como ela é uma criança, às vezes nem consegue perceber que estava sendo abusada, pois pode achar que é uma forma de carinho, mas foi abuso mesmo, e não foi só uma vez”, informou a delegada.

Quando a menina informou para a família o que o padrasto estava fazendo, o caso foi denunciado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, que iniciou a investigação.

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com 

Delegada Lucivânia Leal

O suspeito chegou a sair do emprego que tinha como maqueiro na Maternidade Dona Evangelina Rosa, e atualmente estava trabalhando como distribuidor de logística em uma empresa.

“Nós ouvimos a vítima e depois de todo o procedimento, a DPCA intimou o acusado, mas ele não compareceu na delegacia. Ele tinha um emprego na maternidade, mas ele sabia que estava sendo procurado, que tinha uma investigação e saiu de lá. Acabamos encontrando ele, que foi preso no último dia 3 deste mês, com cumprimento de mandado de prisão preventiva”, informou a delegada Lucivânia Leal.

Segundo a delegada, o inquérito policial já foi concluído e foi encaminhado ao Ministério Público para que seja realizada a denúncia.

Em cumprimento a Lei de Abuso de Autoridade, o nome do padrasto não foi revelado pela polícia.

 

Bárbara Rodrigues
[email protected]

Imprimir