Cidadeverde.com
Últimas

Coleção Afrofuturismo homenageia o povo negro na periferia de Teresina

Imprimir

Foto: Divulgação

O projeto Afrofuturismo, da Associação Amigos da Arte e da Cultura do Piauí, retoma neste mês de dezembro com mais uma intervenção artística na paisagem urbana de regiões periféricas na cidade de Teresina. O movimento leva arte, cultura e muito afrofuturismo para a capital. A coleção conta com vários artistas convidados, que estão transformando a periferia de Teresina em verdadeiro cenário de arte e questionamento político-social.

O Afrofuturismo é um projeto que ocupa espaços urbanos antes desprestigiados, enfatizando a história e a luta do povo negro, mostrado por meio da fotografia, pintura e colagem.
 
A coleção rememora e homenageia mulheres negras do Piauí. As intervenções sociais, urbanas e artísticas contribuem para a revitalização e ressignificação paisagística e arquitetônica da cidade, ao levar para os moradores dessas regiões, o contato direto com a arte urbana através da técnica do Lambe Lambe, construídos com temas e elementos da cultura afro-brasileira.

A coleção AFROFUTURISMO  já realizou quatro ações até o momento. São eles: o mural da ativista política, Francisca Trindade, no bairro Vale Quem Tem; no Polo artesanal do Poty Velho o mural da primeira mulher advogada do Brasil, Esperança Garcia; da compositora piauiense, Maria da Inglaterra, no Parque Ideal e a última no bairro satélite da grande Sanfoneira Sebastiana.

EVENTO
 
Ao todo, o projeto conta com sete intervenções, nesta próxima sexta-feira (16) na parede lateral Mercado Público do Parque Piauí, Zona Sul de Teresina, a Coleção Afrofutirsmo  vai realizar mais uma ação. Desta vez a homenageada será a bailarina e coreógrafa, Luzia Amélia. A dançarina foi a primeira piauiense a concluir o mestrado em Dança pela Universidade Federal da Bahia. Luzia Amélia é conhecida por ter fundado e dirigido o Balé Folclórico de Teresina, conhecido mundialmente por ter celebrado o espetáculo “Calango”, de 1997. Mulher, negra e nordestina, Luzia é ícone da cultura piauiense. A obra em Lambe-Lambe será da artista visual, Laryssa Machada.


Mais informações:
Antonio Filho - 9 8834-4560 (Idealizador do projeto)
Jone Clay Macedo - 9 9844-9497 (Presidente da Assaac/Piauí)

Imprimir