Cidadeverde.com
Esporte

LaLiga promete ação judicial para impedir novo formato do Mundial de Clubes

Imprimir

A LaLiga, associação esportiva responsável pela organização do Campeonato Espanhol, comunicou neste sábado que irá tomar medidas judiciais contra o novo formato do Mundial de Clubes, anunciado pela Fifa na sexta-feira.

A partir de 2025, o torneio será disputado com 32 clubes, a cada quatro anos, conforme aprovado em reunião do Conselho da Fifa.

Alterar o modelo da competição era um desejo antigo de Gianni Infantino, presidente da entidade máxima do futebol mundial. "Ainda temos que discutir alguns detalhes, mas será como uma Copa do Mundo", comentou ele durante coletiva de imprensa realizada na sexta, no Catar.

Segundo a LaLiga, incomodada com as adaptações que terão de ser feitas no calendário, a decisão de alterar o Mundial de CLubes foi tomada "unilateralmente e sem aviso prévio", o que prejudica "de forma irreversível todo o ecossistema futebolístico".

O texto ainda acusa a Fifa de não ter pensado coletivamente.

"A FIFA leva em conta apenas um pequeno grupo de clubes e jogadores, quando no futebol profissional existem muitas ligas profissionais, milhares de clubes e jogadores que não participam dessas competições internacionais.

A FIFA parece esquecer isso e só pensa em alguns, sem saber o impacto em todos no futebol profissional", diz um trecho do comunicado.

"Diante dessas decisões tomadas e anunciadas sem consultar ou concordar com as partes diretamente afetadas por elas, como as ligas nacionais, os clubes que as formam e os jogadores, a LaLiga vem por meio desta informar que explorará ações judiciais para impedir o Mundial de Clubes com o formato anunciado", afirma, mais adiante.

A LaLiga também criticou a escolha do período de 1º a 11 de fevereiro para a disputa do Mundial de Clubes de 2022, que terá a participação do Real Madrid.

Reclamou de não ter participado da decisão e do fato de as datas terem sido definidas apenas dois meses antes da competição, algo prejudicial aos calendários das ligas nacionais, definidos a partir de junho de 2022.

A instituição ainda mostrou insatisfação com mudanças previstas para a fase de grupos da Copa do Mundo de 2026.

Como a próxima edição do Mundial aumentará o número de participantes de 32 para 48, cogitava-se adotar um formato com três equipes por grupo, mas a Fifa revelou, nesta semana, a intenção de ter quatro times em cada chave, ideia que não agrada a LaLiga.

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir