Cidadeverde.com
Vida Saudável

Piauí tem o 4° menor índice de exames médicos de rotina para crianças do país

Imprimir

Foto: Lucas Dias/Semcom 

Apenas 28% das crianças menores de 13 anos realizaram exames médicos de rotina em Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou Unidades de Saúde da Família (USF) durante o segundo trimestre de 2022 no Piauí, como mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira (21). 

O questionário constatou que o percentual piauiense é o quarto menor do país e ficou abaixo da média dos demais estados da região Nordeste, que foi de 36%, superando Ceará (26,5%), Paraíba (24,8%) e Rio Grande do Norte (24,1%). Nacionalmente, Amazonas (53,3%), Roraima (48,1%) e Rio de Janeiro (47,7%) obtiveram os maiores índices dentre as demais unidades da federação. 

A pesquisa verificou que os exames médicos infantis foram buscados de forma reativa, após o aparecimento de sintomas de adoecimento ou da ocorrência de lesão o que ocorreu em 43,5% dos atendimentos médicos no estado, o terceiro maior indicador do país, só ficando atrás dos estados do Tocantins (44,6%) e do Maranhão (44,1%). Os menores indicadores ficaram com os estados do Amapá (23,4%) e Roraima (22,28%).

O levantamento ainda observou que apenas 23% dos atendimentos médicos a este público foram realizados em consultórios, clínicas, ambulatórios, unidades de pronto atendimento ou emergência de hospitais privados, enquanto os outros 74% foram em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). 

A atenção primária à saúde infantil pelo SUS no Piauí ficou 8,6 pontos percentuais acima da média verificada para o Brasil, que foi de 66,4%. As unidades da federação onde a busca pelo serviço médico do SUS é menor são: Distrito Federal (56,2%) e Rio de Janeiro (56,7%). Por sua vez, as unidades da federação onde o atendimento pelo SUS é maior são: Amapá (88,8%) e Roraima (86,6%).

Breno Moreno (Com informações do IBGE)
[email protected]

Imprimir