Cidadeverde.com
Esporte

Ferroviário desiste de disputar o Campeonato Piauiense; Competição terá sete clubes

Imprimir

Rodney Spindola - presidente do Ferroviário

A equipe do Ferroviário protocolou hoje (26) junto a Federação de Futebol do Piauí (FFP) sua desistência de disputar o Campeonato Piauiense 2023. Com a desistência a competição passa a ter somente sete equipes e o Ferroviário, que foi um dos times que conquistou acesso através da Série B desse ano sofrerá punição de dois anos sem poder disputar competições locais. O Piauiense começa dia 7 de janeiro, com o jogo entre Comercial X Fluminense e o primeiro rival do Ferrin, seria o River, no dia 11, mas o clube irá folgar na rodada e ganhará os pontos automaticamente. 

De acordo com o presidente da Federação todos os times terão a mesma situação. A tabela não sofrerá alterações por hora e os times que iriam jogar com o Ferroviário terão folga na rodada e vitória por W.O.

“É uma pena, mas pelo andar das coisas estavam imaginando que poderia acontecer. Eles sofreram o baque da redução do valor de patrocínio da prefeitura (de Buriti dos Lopes). Agora faltando poucos dias para começar a competição não podemos chamar o terceiro colocado para disputar, infelizmente terão que ser somente sete clubes, porem por enquanto a tabela não muda. Podemos mais para frente aproveitar as datas e encaixar jogos baseado na situação das competições nacionais”, explicou Robert Brown presidente da FFP. 

O Ferrovário viveu nós útimos dois dias um verdadeiro desmanche de elenco. 10 peças que já haviam sido anunciadas pelo clube desistiram do projeto após as informações passadas pela diretoria de que teria baixa significativa na folha salarial. Boa parte desses nomes foram anunciados e começaram a treinar ainda hoje no 4 de Julho. 

Dentro os oito clubes que iriam disputar a competição o Ferrovária era única equipe que ainda não havia se apresentado. A data de apresentação do elenco seria nesta terça-feira (27). 

Procurados pela reportagem ao longo do dia membros da diretoria do Ferroviário ou mesmo comissão técnica nenhum deu retorno até a publicação desta reportagem. 


Pâmella Maranhão
[email protected]

Imprimir