Cidadeverde.com
Política

Governadora indicará Rejane Dias para ser a nova conselheira do TCE/PI

Imprimir

Foto: Raoni Barbosa


A deputada federal, Rejane Dias (PT), será indicada pela governadora Regina Sousa (PT) a nova conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O governo só aguarda a publicação da aposentadoria do conselheiro Olavo Rebelo para oficializar a indicação.

Rejane Dias é esposa do futuro ministro de Desenvolvimento Social, Wellington Dias (PT). Rejane já foi primeira-dama do estado, secretária Estadual de Educação e secretária de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid). 

“É o nome que foi colocado [o da Rejane] eu não tenho nenhum problema. Eu não tenho ainda é a vacância, recebendo eu encaminho para a Assembleia. Quando sair a vaga do conselheiro é que posso encaminhar o nome dela, se for o caso. Acho que não vou ter é tempo, porque amanhã já é sexta-feira. Acredito que o governador Rafael seguirá o mesmo caminho. Sim, [Será o nome da Rejane], foi o nome que me chegou”, disse Regina Sousa. 

Na manhã desta quinta-feira (29), Rejane Dias e a governadora estiveram juntas em solenidade de entrega de reforma da escola Ceti Solange Viana, no bairro Promorar. 

Rejane Dias afirmou que será uma “grande honra” a possibilidade de ser o nome indicado para o Tribunal de Contas do Estado na vacância de Olavo Rebelo. 

“É uma grande honra, vejo com muita responsabilidade, sabendo do dever que temos em um órgão de fiscalização, tão estratégico para a implementação de políticas públicas. Vamos aguardar, eu sigo no mandato, o conselheiro Olavo pediu a aposentadoria, um direito dele. Vamos aguardar, o que tem certo, é que sigo no mandato”, disse. 

O conselheiro Olavo Rebelo pediu a aposentadoria nesta semana e a indicação deverá ser feita pela governadora Regina Sousa (PT). Em entrevista, a governadora já disse que Rejane Sousa é merecedora do cargo e avaliou positivamente a indicação da deputada para o cargo. 

Regina Sousa, porém, ressaltou a necessidade de aguardar o trâmite legal para dar alguma certeza sobre a decisão que tomará para não atrapalhar o processo da indicação. 

 

Paula Sampaio e Yala Sena
[email protected]

Imprimir