Cidadeverde.com
Esporte

Cristiano Ronaldo e Messi lamentam morte de Pelé

Imprimir

Fotos: DiaEsportivo/Folhapress

Cristiano Ronaldo se manifestou nas redes sociais após a morte de Pelé, hoje, aos 82 anos.

O português se solidarizou com a família do tricampeão mundial. Agradeceu pelo carinho do ex-jogador nos eventuais encontros. E exaltou a história 'eterno Rei Pelé. "Um mero 'adeus' ao eterno Rei Pelé nunca será suficiente para expressar a dor que abraça neste momento todo o mundo do futebol. Uma inspiração para tantos milhões, uma referência do ontem, de hoje, de sempre", escreveu Cristiano Ronaldo no Instagram.

Cristiano Ronaldo ainda afirmou que o ídolo mundial "jamais será esquecido e a sua memória perdurará para sempre em cada um de nós, amantes de futebol".

Veja, na íntegra, a postagem de CR7:

"Os meus profundos sentimentos a todo o Brasil, e em particular à família do senhor Edson Arantes do Nascimento. Um mero 'adeus' ao eterno Rei Pelé nunca será suficiente para expressar a dor que abraça neste momento todo o mundo do futebol. Uma inspiração para tantos milhões, uma referência do ontem, de hoje, de sempre. O carinho que sempre demonstrou por mim foi recíproco em todos os momentos que partilhámos, mesmo à distância. Jamais será esquecido e a sua memória perdurará para sempre em cada um de nós, amantes de futebol. Descansa em paz, Rei Pelé."

Lionel Messi compartilhou duas fotos ao lado de Pelé e lamentou a morte do tricampeão mundial, nesta quinta-feira (29), aos 82 anos.

O camisa 10 da Argentina deixou uma mensagem curta ao tricampeão mundial. "Descansa em paz, Pelé", escreveu Lionel Messi no Instagram. A postagem contou com uma foto da dupla abraçada durante uma premiação

Pelé acompanhou a Copa do Mundo do Qatar do hospital e assistiu a jogos da Argentina. Messi se uniu a uma onde de manifestações pela morte do ídolo do futebol mundial. Nomes como Neymar e Cristiano Ronaldo também se solidarização pela perda do Rei.

Clubes e organizações esportivas também usaram as redes sociais para exaltar a carreira de Edson Arantes do Nascimento.

Ex-clube de Pelé, o Santos compartilhou a imagem de uma coroa em homenagem ao Rei. Ele é o maior artilheiro da história do Santos, com 1.091 gols, e conquistou 27 títulos pelo clube paulista.

 

 

 

Neymar: 'Deu voz aos pobres, aos negros, ao Brasil'
 
Maior nome do futebol brasileiro da atualidade, o atacante Neymar publicou em sua conta oficial no Instagram um texto em homenagem a Pelé, o Rei do Futebol, morto nesta quinta-feira após um mês internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde tratava problemas decorrentes de um câncer no cólon. Na mensagem ao ídolo, Neymar exaltou tanto o desempenho esportivo de Pelé quanto o seu impacto social e cultural.

"Antes de Pelé, '10' era apenas um número. Li essa frase em algum lugar, em algum momento da minha vida. Mas essa frase, linda, está incompleta. Eu diria que antes de Pelé, o futebol era apenas um esporte. Pelé mudou tudo. Transformou o futebol em arte, em entretenimento. Deu voz aos pobres, aos negros e principalmente: Deu visibilidade ao Brasil. O futebol e o Brasil elevaram seu status graças ao Rei! Ele se foi, mas a sua magia permanecerá. Pelé é ETERNO!!", escreveu o craque do Paris Saint-Germain.

Neymar tem em comum com Pelé o fato de ter feito história no Santos, clube no qual o Rei se consagrou entre as décadas de 1950 e 1970, antes de encerrar a carreira no New York Cosmos, dos Estados Unidos. Um autêntico Menino da Vila, como são chamados os jogadores formados na base santista, o atacante de 30 anos teve contato com o maior jogador de todos os tempos desde muito jovem.

Depois da eliminação do Brasil para a Croácia na Copa do Mundo do Catar, após disputa nos pênaltis, Pelé, já internado, enviou uma mensagem de apoio a Neymar por meio de suas redes sociais. Na frustrante partida, o atacante chegou aos 77 gols pela seleção brasileira, mesmo número de gols oficiais feitos pelo Rei vestindo a amarelinha.

"Eu te vi crescer, torci por você todos os dias e finalmente posso lhe parabenizar por igualar meu número de gols com a seleção brasileira", diz um trecho do texto publicado na página oficial do eterno camisa 10. "Meu recorde foi estabelecido há quase 50 anos, e ninguém tinha conseguido se aproximar dele até agora. Você chegou lá, garoto. Isso valoriza a grandeza da sua conquista", completa, em outra parte.

 

Fontes: Folhapress e Estadão Conteúdo

Imprimir