Cidadeverde.com
Vida Saudável

Quer parar de fumar em 2023? Especialista dá dicas

Imprimir

 

Foto: Shutterstock



A nicotina é uma das drogas que mais causam dependência. Se você é fumante e quer parar de fumar, mas precisa de um guia para mostrar uma vida sem tabagismo, o psiquiatra Dr. Patrick Bigaouette separou algumas dicas valiosas para largar de vez o cigarro.

Calcule os custos do tabagismo

O tabagismo afeta de forma negativa o seu corpo, as pessoas próximas a você e o seu bolso:

- O tabagismo aumenta o risco de muitas doenças, incluindo câncer, doença cardiovascular e doença pulmonar obstrutiva crônica. Ele também pode reduzir a sua expectativa de vida.

- As pessoas próximas a você, como seus entes queridos, amigos e colegas de trabalho, podem ser afetados pelo tabagismo passivo.

- Faça os cálculos. Um maço de cigarros custa aproximadamente R$ 5,00. Um maço por dia vezes 30 totaliza R$ 150,00/mês. O tabagismo também consome o seu tempo, quando você se afasta do trabalho, da família e das atividades para fumar.

- Cigarros eletrônicos têm custos físicos e financeiros semelhantes, embora os riscos à saúde não sejam totalmente claros por serem relativamente novos. Além disso, esses produtos não são aprovados pela Anvisa; portanto, o seu conteúdo não é regulado.


Saiba quando você está pronto para parar

Por que é tão difícil de parar? A nicotina simula a ideia de recompensa no cérebro, liberando dopamina, que causa uma boa sensação. Ao longo do tempo, você começa a desejar a sensação causada pela nicotina e começa a sentir que ela é normal. Quando o seu organismo não tem nicotina, ele entra em abstinência.

Quando você chega ao ponto em que os efeitos nocivos superam as vantagens do tabagismo e reconhece o controle que a nicotina tem sobre o seu cotidiano, você está pronto. No entanto, a decisão tem que ser sua. É um compromisso que você está fazendo consigo mesmo. Você pode ter tentado parar antes e fracassado, mas você pode ter feito por outras pessoas e não por você.

Parar de fumar é um processo. Desenvolver um plano pode ajudar você a se preparar e a manter a sua decisão de parar.

Eis alguns elementos de um plano de sucesso:

- Comprometa-se a parar de fumar.
Conte à sua família, amigos, entes queridos e àquelas pessoas que farão parte do seu sistema de apoio.

- Escolha uma data.
Seja realista e dê tempo ao tempo para colocar o seu plano em prática.

- Forme um sistema de apoio.
Você pode tentar encontrar algum fumante para parar de fumar com você, ingressar em uma rede social ou grupo de apoio on-line, ou buscar terapia para ajudar a lidar com tudo o que faz você ter vontade de fumar, com a abstinência e os desafios emocionais.

- Saiba o que faz você ter vontade de fumar.
Talvez seja dirigir, praticar alguma atividade específica ou o estresse. Pense em como você administrará essas situações ou as evitará completamente.

- Considere os seus desejos.
Pense em todas as possibilidades para administrar os desejos e abordar os sintomas de abstinência. Tenha lanches saudáveis ao seu alcance, medite, faça uma caminhada ou envie uma mensagem para uma pessoa do seu sistema de apoio.

- Pense em recursos úteis.
Eles podem ser terapia de substituição de nicotina, como adesivos, chiclete, pastilhas, um inalador ou medicamentos que contenham bupropiona ou vareniclina.


Lide com falta de motivação

Quando as pessoas estão tentando parar de fumar, se têm uma recaída, elas tendem a pensar o pior: “Sou um fracasso. Estraguei tudo”. Esse pensamento pode levar à ansiedade, o que pode fazer com que você busque a sua antiga técnica de administração de estresse: fumar.

Se você fumar um cigarro ou cigarro eletrônico, nem tudo está perdido:

- Seja gentil consigo mesmo.
Isso é difícil. Menos que 1 em 10 adultos para de fumar a cada ano. No entanto, ao longo do tempo, 60% dessas pessoas que tentam parar, geralmente mais de uma vez, têm sucesso.

- Recomece.
Amanhã é outro dia.

- Revise o seu plano.
Você pode precisar ajustá-lo e considerar outros recursos como opções.

- Converse as pessoas do seu sistema de apoio.

 


Da Redação
[email protected]

Imprimir