Cidadeverde.com
Vida Saudável

Primeira semana de trabalho no ano? Confira etapas para vencer preguiça

Imprimir

 

Foto: Freepik

 

Parecia que ela não ia chegar, mas chegou: a primeira semana do ano, com cinco dias úteis. Depois dos recessos de natal e réveillon, é hora de focar nos objetivos e voltar ao trabalho. Mas, será que dá para vencer a preguiça? Dá sim.

De acordo com o neurocientista Dr. Fabiano de Abreu Agrela, estudos e varreduras cerebrais feitas em pessoas consideradas “empreendedoras” e “preguiçosas” mostraram diferenças específicas em três partes separadas do cérebro.

“Os empreendedores tinham mais dopamina química no corpo estriado e no córtex pré-frontal ventromedial do cérebro. Em termos leigos - duas partes do cérebro deles tinham essa substância química flutuando. A substância química, a dopamina, é conhecida por influenciar a motivação e os sentimentos de recompensa quando algo é alcançado”, explicou.

A dopamina, é conhecida por influenciar a motivação e os sentimentos de recompensa quando algo é alcançado.

Segundo Fabiano, em comparação, os preguiçosos tinham níveis mais altos de dopamina em uma área do cérebro chamada ínsula anterior. “Esta parte do cérebro está envolvida com emoções e percepções de risco”, completou.

“A dopamina na área da ínsula anterior do cérebro causa uma redução no desejo de trabalhar, mesmo que o dinheiro seja oferecido como recompensa. No passado, a dopamina sempre foi considerada para melhorar o comportamento impulsionado pela recompensa. A dopamina pode ter efeitos opostos em diferentes partes do cérebro”, disse.

Mas, afinal: como superar a preguiça e começar a agir? O especialista preparou um guia com 10 etapas:

1- Deixe a roupa pronta antes de dormir para acordar e logo colocá-la;

2- Beba seu café, mas 30 minutos depois do seu iogurte com cereais;

3- Estabeleça curtas metas no seu cotidiano diário;

4- Crie rotinas alcançáveis e resolva logo suas pendências;

5- Exercite-se para reduzir a preguiça, nem que seja uma boa caminhada;

6- Encontre parceiros de responsabilidade motivados;

7- Tome menos decisões;

8- Reflita sobre as consequências da preguiça;

9- Pense nos problemas à longo prazo de não agir;

10- Conte 1, 2, 3 e faça.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir