Cidadeverde.com
Vida Saudável

Saúde mental dos pets também importa; aprenda como estimulá-los

Imprimir

 

Foto: Freepik

 

Janeiro é um mês agitado para todo mundo. Novo ano, muitas festas, férias, momentos de lazer. Os bichinhos de estimação também são impactados nessa história e podem sofrer com tantos eventos ao mesmo tempo. 

À começar pelos fogos de artifício que afetam eles logo no réveillon, porque eles contam com uma capacidade muito mais potente de audição que os seres humanos e tem uma sensibilidade auditiva aguçada, barulhos acima de 60 decibéis podem causar grande estresse físico e psicológico nos animais. Com o barulho dos fogos de artifício, os animais podem ficar alvoroçados e tentar fugir, causando acidentes e até levando a óbito. Por isso, esse é o momento ideal para acolher e começar a se preocupar com o bem-estar do bichinho.

Mas, ao longo do ano, esse cuidado com a sua saúde também é necessário. Eles precisam de uma rotina saudável que estimule a mente e o corpo, porque, assim como os humanos, eles podem ficar entediados e desenvolver condições como estresse, depressão e ansiedade. Esses comportamentos podem estar diretamente ligados à conduta do tutor. 

Todos os animais precisam de boa alimentação e estímulos regulares. Algumas formas simples de ajudar a estimular a saúde mental dos pets são:


- Brinque com o seu pet
 
Pode parecer básico, mas os animais precisam que você dedique tempo para eles e estimule brincadeiras. Brincar ajuda no desenvolvimento físico e mental dos bichinhos, reduz a ansiedade, os mantêm mais ativos e evita vícios destrutivos.


- Passeie diariamente com o seu cachorro

Passeios diários são importantes para manter o pet calmo e relaxado, de modo a evitar que ele se torne agressivo ou fique estressado. O ideal é mantê-lo cansado a maior parte do tempo. 

A hora de passear é o momento em que os peludos fazem suas necessidades fisiológicas, gastam energias, queimam calorias, fortalecem seus músculos e usam seus instintos naturais. Eles ainda podem socializar com outros animais e humanos e fortalecer os vínculos com o tutor. Tudo isso ajuda a manter a saúde física e mental. 


- Mantenha seu gato dentro de casa

Pode parecer contraditório, mas manter os gatos dentro de casa, sem acesso à rua, tem efeito positivo em sua saúde. Isso porque em casa eles ficam menos expostos à riscos, como acidentes, doenças, substâncias nocivas e brigas. 

Para isso, você deve castrar o animal, enriquecer o ambiente com brinquedos, prateleiras e arranhadores, passear regularmente (assim como os cachorros) e colocar redes para limitar o acesso à rua. 

 
- Se atente ao seu pet

Por fim, é crucial que você preste atenção no comportamento do seu animal de estimação. Sinais como tremores, lambidas e mordidas pelo corpo, respiração ofegante, perda de peso, falta de apetite e pouca disposição são indícios de que algo não vai bem. Se perceber algo errado, procure um médico veterinário para diagnóstico e tratamento adequados. 

Os animais de estimação contribuem para a nossa saúde mental e nós somos responsáveis por mantê-los felizes e saudáveis em todos os meses do ano.

 

Da Redação
[email protected]

Imprimir