Cidadeverde.com
Cidades

Em visita ao Piauí, presidente nacional da OAB anuncia inauguração de sede em Picos

Imprimir
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_51_14.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_45_30.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_45_33.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_37_50.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_37_52.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_37_53.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_39_26.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_38_03.jpeg Renato Andrade/Cidadeverde
  • WhatsApp_Image_2023-01-05_at_11_37_53_(1).jpeg Renato Andrade/Cidadeverde

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Beto Simonetti, esteve no Piauí para receber o título de cidadão piauiense e homenagens da Secção Piauí. 

Em entrevista coletiva na sede da OAB-PI, no bairro Cabral, centro de Teresina, Beto Simonetti anunciou a inauguração do prédio próprio da subseção da OAB-PI em Picos. 

“Nós teremos a inauguração de mais uma subseção importante nesse estado que é a subseção de Picos. Nós estamos descendo o fator do canal central e encontrando a advocacia no interior do Brasil, conhecendo as necessidades dessa advocacia e a partir desta integração, levando tecnologia, condições dignas de trabalho, escritórios compartilhados patrocinados pela OAB, fazendo com que a anuidade retorne como forma de benefício para cada um de nós”, informou o presidente. 

Beto Simonetti também ressaltou o compromisso da sua gestão em relação à carga tributária no Brasil.

“Nós vivemos em um momento extremamente amargo da nossa história quanto a carga tributária que é agressiva no Brasil e isso traz um desrespeito para toda a sociedade brasileira. Então para essa questão da incidência de tributos, da forma que é feito no Brasil é uma preocupação da Ordem e nós estaremos nessa agenda também em 2023”, acrescentou.

Durante seu mandato, o ex-presidente Jair Bolsonaro chegou a criticar o Exame da Ordem e para esse novo governo, Beto Simonetti destacou que a expectativa é de esperança e que a OAB continuará trabalhando com o diálogo. 

“A expectativa da Ordem é de esperança, sempre de esperança. Mas a Ordem não tem alinhamento com o governo, nós temos diálogo. Nós somos vigilantes, presentes no dia a dia e no cotidiano do Brasil, buscamos o diálogo para avançar nas pautas que são caras à advocacia, as pautas que também atendem a cidadania brasileira, mas nós não temos compromisso de alinhamento com nenhum governo, não somos oposição, mas também não apoiamos governo, nós apoiamos os termos da Constituição da República Federativa do Brasil, a advocacia e a cidadania brasileira”, ressalta o presidente. 

Beto Simonetti falou ainda sobre o julgamento da operação Lava Jato e a relação entre o Ministério Público e o juiz do caso, Sergio Moro. 

“Naquele momento ficou evidente para o país que houve um malicioso alinhamento sim entre o Ministério Público e o juiz que estava a frente da condução da operação Lava Jato e isso ofendeu diretamente a ampla defesa contraditória, a capacidade e oportunidade dos acusados pelo Estado de promover as suas defesas que pudessem ser apreciadas de forma isenta e isso não sou eu que digo, ficou evidente no Brasil e o Supremo Tribunal Federal reconheceu que houve essa maleficência na condução da Lava Jato”, disse.

Sobre o Título de Cidadania Piauiense proposto pelo deputado Henrique Pires, o presidente Beto Simonetti ressaltou que é um honra receber a homenagem e que ficará marcada na sua trajetória na OAB.

“Para mim é um honra estar no Piauí hoje, um estado onde mantenho há mais de décadas muitos amigos que me ajudaram muito nessa caminhada de Ordem até a chegada na presidência do Conselho Federal e me tornar cidadão piauiense é uma honra e um mérito que certamente encandeia essa minha passagem pela Ordem dos Advogados do Brasil”, finalizou.  

Rebeca Lima
[email protected]

Imprimir