Cidadeverde.com
Esporte

Investidor em pizzaria, Gerson volta ao Flamengo de olho no campo e nos negócios

Imprimir

Conhecido como Coringa dentro do campo por exercer as mais diversas funções, Gerson também é versátil fora dele. Assim que retornou ao Rio de Janeiro para jogar mais uma vez pelo Flamengo, o jogador anunciou que estava se tornando proprietário de uma pizzaria.

Foto: Marcelo Cortes/CRF

O nome da pizzaria é Fornada Carioca, que conta com espaço físico no Recreio dos Bandeirantes e em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A ideia do investimento surgiu quando o amigo, dono da pizzaria, o procurou propondo sociedade. O jogador, então, entendeu ser um bom negócio, especialmente podendo usar a força das próprias redes sociais.

Projetando o futuro, Gerson pensa bastante no lado empreendedor e vê como uma alternativa fora do futebol. Além disso, pesa também o costume de ajudar os amigos com os projetos em paralelo à profissão.

Querido pelos funcionários do Flamengo desde a primeira passagem, Gerson é um dos jogadores com maior simpatia nos corredores do Ninho. O jogador, inclusive, já chegou a dar um carro a um roupeiro e auxiliou outros.

Todo mês Gerson e o pai, Marcão, doam mais de 50 cestas básicas em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, onde o jogador nasceu.

Marcão, inclusive, também é empresário de Gerson e abriu duas franquias da "Loja do Vapo", nos bairros da Cerâmica e de Morro Agudo, com produtos licenciados do jogador.

"Não lembro de muita gente, não, lembro de todos. Nunca esqueci. Cada dia temos um aprendizado, aprendo com meu pai e ele comigo, com pessoas mais velhas ou mais novas. 

Desde que cheguei todos me trataram bem, meus pais me ensinaram a tratar todos iguais. Procuro ensinar também a minha filha e quem está perto de mim", disse Gerson.

Gerson e Flamengo viveram uma verdadeira novela até fechar o acordo para o retorno. No fim, com o final feliz, o Coringa assinou por cinco anos. 

Na primeira passagem pelo clube rubro-negro, o jogador conquistou oito títulos: dois Cariocas, duas Supercopas do Brasil, uma Recopa Sul-Americana, dois Brasileiros e uma Libertadores.

LUIZA SÁ
RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) 

Imprimir