Cidadeverde.com
Política

Haddad e Ilan Goldfjan se reúnem pela primeira vez em Davos

Imprimir

Foto: Ricardo Stuckert/fotos públicas

Uma das primeiras agendas do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, no Fórum Econômico Mundial em Davos será um encontro com o presidente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), Ilan Goldfajn. Será a primeira vez que ambos se reúnem desde que Ilan foi eleito para a instituição.

O brasileiro foi indicado para a eleição do banco pelo ex-ministro da Economia Paulo Guedes, ainda durante o governo de Jair Bolsonaro (PL). Dias após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ganhar as eleições, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega pediu o adiamento da votação para que a nova gestão pudesse opinar, o que não foi atendido. Haddad e Ilan chegaram a trocar mensagens na ocasião.

O primeiro encontro presencial acontecerá nesta segunda-feira (16), quando Haddad chega a Davos. Está prevista uma conversa de entre 19h e 20h no horário local e, na sequência, ambos participam de um jantar da comitiva brasileira no Fórum.

Antes, o ministro se reúne com o administrador do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Achim Steiner.

Na terça-feira (17), Haddad tem encontros marcados com presidentes de empresas de países que compõem os Brics e ministros da Economia europeus e latino-americanos, entre eles, o da Alemanha, Christian Lindner, e o da Colômbia, José Antonio Ocampo.

Estão previstas ainda reuniões com o comentarista-chefe de Economia do Finantial Times, Martin Wolf, e com o CEO do Grupo Eurásia, Ian Bremmer, que assinam colunas na Folha.

O ministro vai acompanhado da secretária de Assuntos Internacionais da Fazenda, Tatiana Rosito, e do assessor para assuntos internacionais, Mathias Alencastro.

O Fórum Econômico Mundial anunciou na última terça-feira (10) a presença da ministra de Meio Ambiente, Marina Silva. Outras autoridades brasileiras que devem participar são os governadores Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), Eduardo Leite (PSDB-RS) e Helder Barbalho (MDB-PA).

 

Fonte: FÁBIO ZANINI E JULIANA BRAGA, SÃO PAULO, SP (FOLHAPRES)

Imprimir