Cidadeverde.com
Esporte

‘Cria do Flamengo’, atacante Nixon analisa estreia no futebol do Piauí com o Parnayba

Imprimir

A partida entre Altos x Parnahyba terminou no empate sem gols em jogo marcado por um Altos com muita posse de bola, mas que pouco finalizou e um Parnahyba que soube se defender quando necessário. O jogo também marcou a estreia do atacante Nixon, ex-Flamengo e que muitos vivam essa expectativa por ser um atleta conhecido como ‘Cria do Rubro-Negra’ e nome mais conhecido entre as contratações na temporada. O Tubarão volta a campo na quarta-feira (18) quando vai receber o Fluminense, às 20h, no estádio Piscinão. 

Após os 90 minutos, o atacante fez uma avaliação da estreia no futebol piauiense e citou a necessidade de uma mudança de posição na formação por conta da ausência do atacante Isaac devido uma lesão dias antes da partida. Nixon ficou cerca de 65 minutos em campo, já que saiu aos 20 da segunda etapa. 

“Muito bom, né? O gramado é diferente, um pouco mais pesado então dentro da partida até porque eu vinha treinando em outra posição e aconteceu que durante a semana a gente faz algumas adaptações até devido o tempinho sem jogar e durante o jogo o professor até perguntou se eu aguentava jogar mais um pouco, o que é normal. Mas foi um bom jogo, pois a gente tem procurado construir junto com a equipe que conquistou o vice-campeonato do ano passado uma base sólida”, explicou Nixon, atacante do Parnahyba. 

O jogo consistiu em um Altos com posse de bola, domínio das ações, mas que pouco finalizou. Do outro lado, o Parnahyba também não conseguia ficar com a bola e precisou sofrer um pouco mais com marcação. De acordo com Nixon não era a proposta do grupo, mas o ponto somado fora de casa foi importante. 

“Durante a semana a gente até trabalha alguns tipos de movimentações dentro da formação que é apresentada pelo professor (Pedro Manta) e dentro da partida as vezes acontece de maneira diferente. Futebol não é uma matemática exata. Procuramos ter posse de bola e em algum momento estávamos conseguindo e a gente postou as linhas para que o time deles não pudesse entrar por dentro e tanto é que as bolas defensivas a gente conseguia travar ali”, acrescentou o atacante do Tubarão do Litoral. 

O Tubarão do Litoral volta a campo na quarta-feira (18) quando recebe o Fluminense. O time contará mais uma vez com o apoio do torcedor que tem lotado o estádio nas partidas e fator casa faz diferença. O time comandado por Pedro Manta tem uma vitória e um empate em dois jogos. 

 

 


Pâmella Maranhão 
[email protected]

Imprimir