Cidadeverde.com
Cidades

PRS Caatinga e Associação Carnaíbas inauguram Casa do Mel no Piauí

Imprimir

Foto: Ascom

Foi inaugurada dia 22, a Unidade de Extração de Produtos Apícolas da Comunidade Carnaíbas -  UEPA, (Casa do Mel), na cidade de Bela Vista do Piauí. Essa iniciativa é fruto da parceria entre o Projeto Rural Sustentável Caatinga e a Associação de Pequenos Produtores da Comunidade Carnaíbas - APPCC, que incentiva a agricultura de baixa emissão de carbono na região.

Participaram da solenidade de inauguração o diretor do PRS Caatinga, Pedro Leitão e o coordenador regional do Projeto, Francisco Campello. E também autoridades locais, demonstrando o envolvimento com o poder público, com a presença do prefeito municipal de Bela Vista do Piauí, Francisco de Sousa Neto, o vice prefeito, Gilvan Tolentino, o presidente da Câmara de Vereadores, José Luiz, o secretário de agricultura, Elísio Barbosa, o presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais, Adailton Moacir dos Reis e o coordenador técnico da APPCC, Geovani Dionísio Coelho, entre várias outras.

O coordenador regional do Projeto, Francisco Campello, destacou que a inauguração da Casa do Mel representa uma iniciativa impactante, pois  é uma ação consciente e socioprodutiva, em um espaço comunitário que vai promover trabalho e renda para as famílias apicultoras deste município.

A APPCC recebeu aporte financeiro do PRS Caatinga com o objetivo de fortalecer o Arranjo Produtivo Local (APL) do mel e reduzir a emissão de gases de efeito estufa e aumentar a renda de agricultores em, pelo menos, 15%. A construção da Casa do Mel beneficia 25 famílias de apicultores, proporcionando aos associados uma estrutura adequada para a extração do mel, principal produto comercializado na região, que já tem comprador certo e espaço no mercado internacional. 

Para Pedro Leitão, diretor do PRS Caatinga, o momento expressa a realização concreta do desenvolvimento do Projeto.  “Constatar essas entregas expressa a realização efetiva do Projeto, a verificação dos resultados que são muitos, múltiplos e diversos. Então são emblemáticos, porque são os primeiros, mais visíveis e refletem a sua execução e me deixam feliz e tranquilo, sabendo que nossas metas estão sendo realizadas.  

Segundo o Coordenador Técnico das ações do PRS Caatinga, o apicultor da Carnaíbas vai ter acesso ao mercado de orgânicos, podendo oferecer um mel que atende aos requisitos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), com a chancela de ter sido beneficiado com Tecnologias de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (TecABC), agregando valor à produção. 

Maria de Jesus, uma das beneficiárias do PRS Caatinga,  destaca a importância econômica da Casa do Mel para os produtores e produtoras de Carnaíbas.  “Agora que vamos trabalhar nesse espaço iremos conseguir diminuir os custos de produção, principalmente  porque teremos a economia com os gastos com o transporte das colmeias da nossa comunidade para outro lugar mais distante, o que acaba diminuindo nossa renda.”, comentou.

Apicultura, atividade reconhecidamente sustentável

A apicultura é por excelência um trabalho de baixa emissão de carbono, por preencher o tripé da sustentabilidade, que abrange os seguintes pilares: Econômico, por gerar renda efetiva para os produtores (inclusive contribuindo para melhorar o IDH do município); Social, por envolver mão de obra familiar, que contribui para incentivar a sucessão no campo e, ainda, o Ambiental, por não precisar desmatar para desenvolver a criação para criar abelhas, muito pelo contrário, pois quanto mais a Caatinga se mantiver intacta tem mais condições de proporcionar o alimento das abelhas (pólen, néctar e resina), através da flora nativa, preservando a vegetação nativa. 

Sobre o PRS Caatinga

O Projeto Rural Sustentável Caatinga é uma iniciativa financiada pelo Fundo Internacional para o Clima do Governo do Reino Unido, em cooperação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tendo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) como beneficiário institucional. A execução do PRS Caatinga é realizada pela Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS).

Da Redação

Imprimir