Cidadeverde.com
Esporte

Corinthians sobra contra o Mirassol e vence com dois gols de Róger Guedes

Imprimir

O Corinthians venceu o Mirassol por 3 a 0 na noite deste domingo (19), com gols de Róger Guedes (duas vezes) e Renato Augusto. O jogo na Neo Química Arena valeu pela décima rodada do Campeonato Paulista.

Foto - Rodrigo Coca - Agência Corinthians

O resultado encaminha a classificação corintiana para as quartas de final do torneio com duas rodadas de antecedência, mas ainda há dependência dos jogos de Ituano e São Bento no complemento da rodada para a vaga e até a liderança do Grupo C- ser confirmada. 

O time chega a 18 pontos e luta também pelos primeiros lugares da classificação geral, que dá vantagem no mata-mata.

Já o Mirassol vê mais distante sua luta para avançar no Grupo B. O time está em terceiro lugar com 12 pontos, cinco a menos do que Água Santa e São Paulo.

Na próxima rodada, o Corinthians tem clássico contra o Santos. O jogo está marcado para domingo (26), às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Mirassol tem pela frente o Santo André, também fora de casa, mas só no dia seguinte.

Depois de um começo de jogo lá e cá, com ataques rápidos e boas defesas de Cássio e Alex Muralha, o Corinthians abriu o placar com Róger Guedes aos nove minutos. Renato Augusto levantou a cabeça e achou um passe dentro da área para Yuri Alberto, que ajeitou para finalizar. 

Antes disso, Róger Guedes entrou pelo lado esquerdo e chutou colocado na sobra de bola, acertando o canto esquerdo do goleiro do Mirassol.

Susto com Yuri Alberto. Um lance próximo dos 30 minutos do primeiro tempo deixou a torcida corintiana preocupada. Numa dividida com Thalisson Kelven um pouco à frente do meio-campo, Yuri Alberto caiu de costas no chão e reclamou de muitas dores. 

Renato Augusto na hora gesticulou para a entrada dos médicos. Após atendimento, o camisa 9 voltou ao jogo sem restrições.

Os chutes de fora da área do Mirassol depois de sair atrás do placar causaram problemas para o Corinthians. Camilo, duas vezes, e Fernandinho tentaram de longe. Cássio precisou fazer defesas importantes nas pancadas de pé esquerdo de Camilo. 

"Pecamos muito na finalização, apesar de termos finalizado mais", diagnosticou o meia na entrevista do intervalo.

Mesmo sem controlar o jogo, o Corinthians aumentou o placar já nos acréscimos do primeiro tempo.

Renato Augusto conduziu a bola desde a meia-esquerda, induziu a marcação a pensar que tocaria para Róger Guedes, que fez o movimento sem bola com perfeição e deixou espaço para o meia limpar a marcação e chutar de fora da área.

No começo do segundo tempo, Camilo cobrou uma falta em direção à grande área e Luiz Otávio se antecipou ao goleiro Cássio, que cometeu pênalti. Camilo cobrou no centro do gol e o ídolo corintiano que tinha caído para a direita fez a defesa com as pernas.

A torcida corintiana ainda comemorava a defesa de Cássio quando o time fez o terceiro gol num contra-ataque fatal. Giuliano dominou, arrancou pela direita depois de uma sobra de bola e tocou para Róger Guedes na segunda trave.

O atacante só teve o trabalho de finalizar para o fundo das redes para aumentar o placar. O Corinthians diminuiu o ritmo depois do terceiro gol, e Fernando Lázaro fez todas as alterações previstas. 

O Mirassol não desistiu de fazer seu gol de honra e diminuir o prejuízo no saldo de gols, mas parou na trave numa bomba de Gabriel aos 26 minutos do segundo tempo e num chute de Flávio para fora já nos acréscimos.

Pedrinho fica no banco

Destaque da base e campeão sul-americano sub-20 com a seleção brasileira há uma semana, Pedrinho não estreou neste domingo. 

O meia-atacante de 17 anos foi relacionado pela primeira vez para uma partida do time profissional e ficou no banco de reservas também pela primeira vez, mas não foi acionado por Fernando Lázaro.

O treinador fez as cinco alterações, mas colocou em campo Rafael Ramos, Fausto Vera, Du Queiroz, Maycon e Paulinho.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Imprimir