Cidadeverde.com
Vida Saudável

Saiba identificar cada tipo de cabelo, as lavagens e cuidados especiais

Imprimir

Foto: Freepik 


Saber identificar o seu tipo de cabelo é importante para entender as reações dos fios e optar pelos produtos corretos para lavagem e cuidados especiais. Para começar esse processo, respeitar o seu tipo e entender que cada um tem a sua própria necessidade é o primeiro passo para conquistar bons resultados. “A respeito da espessura, os cabelos são classificados em finos, médios e grossos, e quanto à estrutura, em lisos, ondulados, cacheados e crespos”, comenta o hair stylist Luiz Cintra.

Entenda o seu tipo de cabelo

Para o profissional, é possível perceber o tipo de cabelo ao observar suas características: no caso dos lisos, os fios são geralmente retos e sem volume. “Já nos cabelos ondulados, notamos ondas largas que não chegam a formar cachos. Nos cabelos cacheados, observamos círculos ora mais fechados ora largos, mas temos que ver o círculo que forma o cacho”, explica No tipo crespo, segundo o hair stylist, as curvas dos fios são mais fechadas e pequenas.

Características e cuidados com cada cabelo

Para te ajudar a entender as características do seu cabelo, a coordenadora técnica da Keune Brasil, Sionara Bandeira, detalha a seguir as peculiaridades de cada um dos fios:

Oleosos

Têm glândulas sebáceas superativas que provocam excesso de produção de sebo, que saem pelos poros do couro cabeludo e se espalham pelo cabelo, dando um aspecto pesado. Nesse caso, os cuidados precisam ser especiais. Normalmente, quem tem cabelo oleoso esfrega muito o couro cabeludo para senti-lo limpo. “Isso é um erro, pois quanto mais se esfrega (com força ou com as unhas), mais as glândulas sebáceas produzem óleo, já que elas são ativadas com a força”, explica a profissional.

De acordo com Sionara Bandeira, o correto é optar por xampus para cabelos oleosos, que limpam devidamente. Não é preciso fazer força durante a lavagem, mas, sim, desenvolver técnica. Embora os produtos para cabelos oleosos tenham ingredientes que controlam a oleosidade, eles não ressecam os fios, por mais que pareçam excessivamente limpos. “Depois de lavado, o cabelo deverá ser condicionado somente nas pontas. Passe [o produto] bem longe da raiz!”, recomenda.

Secos

Ao contrário dos oleosos, os cabelos secos têm glândulas sebáceas menos ativas e uma produção lenta de sebo (manto hidrolipídico). Sem essa proteção, o cabelo demora mais a apresentar aspecto de sujeira. “A vantagem é que a pessoa pode ficar mais dias sem lavar os cabelos, mas a desvantagem é que pode ter escamação no couro cabeludo por falta de manto hidrolipídico”, afirma Sionara Bandeira.

Conforme explica a especialista, o manto hidrolipídico se trata de um sebo benéfico, que protege o couro cabeludo contra a ação de agentes externos. Os produtos ideais para esse tipo de cabelo são xampus hidratantes, pois ao mesmo tempo em que lavam, controlam a umidade natural. Além disso, a profissional recomenda o uso de condicionadores com maior concentração de ingredientes que hidratam os fios. Cabelos assim podem receber hidratação mais vezes.

Normais

Há um terceiro tipo de fio que não apresenta nem excesso de oleosidade nem ressecamento. Têm as funções do couro cabeludo controladas. Mas, atenção: se o cabelo passar pelo processo de coloração, os fios podem necessitar de produtos mais hidratantes em função da mudança.


 Fonte: Estadão Conteúdo


 

 


 

Imprimir